22:56 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Satélite na órbita terrestre (imagem referencial)

    'O que aconteceu é muito raro': analista sobre a recuperação do contato com o AngoSat-1

    © Fotolia / 3000ad
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Primeiro satélite de Angola (9)
    13310

    A empresa russa Energia confirmou que o contato com o satélite angolano AngoSat-1 foi recuperado. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o analista Ivan Moiseev opinou sobre os eventos posteriores ao lançamento do satélite.

    Os especialistas da empresa russa Energia conseguiram recuperar o contato perdido com o primeiro satélite angolano AngoSat-1 e receber a telemetria, comunicou à Sputnik uma fonte do setor espacial.

    "Contudo, por enquanto é difícil prever como o aparelho espacial vai funcionar e se a sua operacionalidade pode ou não ser recuperada completamente […] É preciso aguardar até haver conclusões sobre os motivos do incidente", explicou a fonte.

    Em 26 de outubro, às 22h00 no horário de Moscou (17h00 do mesmo dia em Brasília), o primeiro satélite angolano, AngoSat-1, foi lançado do cosmódromo de Baikonur e colocado em órbita pelo foguete Zenit. Depois de oito minutos de voo, o foguete se separou do bloco acelerador Fregat, que posicionou o satélite na órbita terrestre como o planejado, às 06h55 no horário de Moscou (01h55 em Brasília) de 27 de dezembro.

    No entanto, posteriormente, o contato com o primeiro satélite angolano foi perdido.

    O diretor do Instituto de Política Espacial, Ivan Moiseev, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik opinou quanto à evolução posterior da situação em torno do satélite angolano. 

    "Restabelecer o contato não é frequente, mas acontece. Conhecemos apenas uma dezena de tais casos […] Durante lançamentos em diferentes condições, por exemplo, durante a passagem de condições normais à imponderabilidade, durante a separação, em todas as manobras, algum contato pode se desligar por algum tempo. É uma situação semelhante a batermos em um computador que tem problemas: por acaso este pode voltar a funcionar normalmente. Caso tudo dê certo, o satélite continuará funcionando. De acordo com o planejado, este deve operar por mais de 15 anos. Os motivos do incidente ainda estão sendo analisados", explicou Ivan Moiseev. 

    Tema:
    Primeiro satélite de Angola (9)

    Mais:

    Fonte: contato com satélite angolano desaparecido foi restabelecido
    Mídia: Coreia do Norte se prepara para lançamento de novo satélite de reconhecimento
    Tags:
    satélite, AngoSat-1, Angola, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik