19:14 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Palestinos tentam remover parte da cerca israelense durante um protesto na Cisjordânia, em 30 de março

    Situação no Oriente Médio pode se desestabilizar devido à decisão dos EUA sobre Jerusalém

    © REUTERS / Mussa Qawasma
    Oriente Médio e África
    URL curta
    A aventura da capital de Israel (89)
    261

    Segundo declarou o chefe do Conselho de Segurança Nacional da Rússia, Nikolai Patrushev, a situação no Oriente Médio pode se desestabilizar em meio à decisão dos EUA sobre Jerusalém.

    A decisão dos EUA de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel pode agravar ainda mais a situação atual no Oriente Médio, declarou o chefe do Conselho de Segurança Nacional russo ao jornal Argumenty i Facty (Argumentos e Fatos).

    "Hoje, os passos que a Administração dos EUA dá na arena internacional provocam mais perplexidade do que nunca. Assim, a decisão de Washington de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel só pode desestabilizar a situação no Oriente Médio", afirmou Patrushev.

    Nessa conexão, ele adicionou que "os EUA continuam rompendo os acordos atingidos com outros países".

    No início de dezembro, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel e assinou o documento sobre a transferência da embaixada norte-americana de Tel Aviv a esta cidade. A decisão do líder norte-americano agradou a Israel, mas resultou em uma onda de protestos nos países do Oriente Médio e na Palestina.

    A Assembleia Geral da ONU, por sua vez, aprovou, com 128 votos a favor, 9 contra e 35 abstenções, uma resolução condenando a decisão dos EUA de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

    Tema:
    A aventura da capital de Israel (89)

    Mais:

    Após EUA e Guatemala, Israel diz que 10 países podem levar embaixadas para Jerusalém
    Ambições e tráfico de drogas: por que Guatemala irá transferir embaixada para Jerusalém?
    A exemplo dos EUA, Guatemala decide transferir embaixada para Jerusalém
    Deputados do Irã aprovam projeto para reconhecer Jerusalém como capital palestina
    Parlamentar iraniano alerta sobre violência caso EUA transfiram embaixada para Jerusalém
    Tags:
    conflito israel palestina, capital, desestabilização, administração, Nikolai Patrushev, Jerusalém, Israel, Oriente Médio, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar