15:28 01 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5240
    Nos siga no

    As tropas governamentais sírias apoiadas pela Força Aérea russa significativamente danificou o último bastião do Daesh no leste do país, reduzindo-o em uma área de 77 quilômetros quadrados.

    "Está quase completa a destruição do último enclave do Daesh [organização terrorista proibida em vários países incluindo Rússia] no leste da Síria, cuja área foi reduzida em um território de 7 por 11 quilômetros", comunica o Ministério da Defesa da Rússia.

    De acordo com o Ministério, na quarta-feira (6) um grupo de seis bombardeiros de longo alcance Tupolev Tu-22 M3 lançaram ataques na província de Deir ez-Zor. Graças a essa ofensiva, o Exército sírio conseguiu avançar para as terras ocupadas por terroristas.

    Durante os últimos meses a aviação russa realizou 672 voos de combate e destruíram 1.450 alvos terroristas.

    No mesmo período, a colisão internacional liderada pelos EUA efetuou três ou cinco ataques contra alvos individuais que se encontravam afastados das posições dos jihadistas, afirmou o Ministério russo.

    Desde o fim de novembro, a Força Aérea russa destruiu pontos de comando e aglomerações de combatentes do Daesh em Dei ez-Zor e no vale dos Eufrates no âmbito da operação antiterrorista aérea, iniciada na Síria em setembro de 2015. Nas últimas semanas a aviação russa tem aumentado a frequência das missões de combate de seus bombardeiros de longo alcance.

    Mais:

    Opinião sobre ataque de Israel contra Síria: é preciso levar em conta a presença russa
    Explosão em ônibus deixa pelo menos 6 mortos na cidade síria de Homs
    Pentágono atribui a si mesmo libertação da Síria
    Israel dispara mísseis contra a Síria; três foram interceptados perto de Damasco (VÍDEO)
    Militares russos e sírios garantem entrega de ajuda humanitária à cidade síria de Afrin
    Chefe do parlamento iraniano: Estados Unidos criam problemas na Síria
    Tags:
    combate ao terrorismo, posições, alvos, bombardeiros, ataques aéreos, missão, terroristas, tropas, Tupolev, Exército Sírio, Força Aérea da Rússia, Daesh, Deir ez-Zor, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar