11:17 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Hossein Dehqan, ministro da Defesa do Irã, visita o local de produção de mísseis Sayyad-2 (Arquivo)

    Irã aumentará alcance de seus mísseis caso 'Europa se torne uma ameaça'

    © AFP 2017/ ISNA/STR
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6164

    Um alto militar iraniano assegurou que "os EUA, a União Europeia e o regime sionista estão dispostos a desarmar" o Irã.

    O general de brigada Hossein Salami, a segunda figura no comando do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã, afirmou que Teerã aumentará o alcance de seus mísseis "caso a Europa se converta em uma ameaça", comunica a agência Fars News.

    "Até agora temos sentido que a Europa não é uma ameaça, por isso não aumentamos o alcance dos nossos mísseis. Mas, se a Europa quiser se converter em uma ameaça, aumentaremos o alcance", explicou o militar neste sábado (25).

    Ao mesmo tempo, Salami advertiu que "tanto os EUA como a União Europeia e o regime sionista estão dispostos a desarmar-nos" e especificou:

    "Se temos mantido o alcance dos nossos mísseis no nível de 2.000 km, não é porque carecemos de tecnologia: estamos seguindo uma doutrina estratégica."

    A ameaça iraniana contra a Europa produziu uma resposta por parte do presidente francês, Emmanuel Macron, que no início desse mês propôs ementar o acordo nuclear com o Irã para incluir o desenvolvimento de mísseis balísticos.

    Mais:

    Inteligência de Israel tenta minar programa nuclear do Irã?
    Irã: Riad 'alimenta terroristas e trava guerra', enquanto Teerã trabalha para a paz
    Irã declara apoio à Síria na luta contra o terrorismo
    Tags:
    mísseis, Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, União Europeia, Hossein Salami, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik