20:44 27 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Combatente das Forças Democráticas da Síria (SDF) descansa ao norte de Raqqa

    Forças Democráticas da Síria declaram libertação completa de Raqqa

    © REUTERS / Rodi Said
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Raqqa: do Daesh aos EUA (14)
    342

    As Forças Democráticas da Síria declaram ter libertado Raqqa do "pseudo-califado" e prometem continuar defendendo as fronteiras da província.

    "As FDS anunciam com orgulho a partir do centro de Raqqa a vitória das nossas forças em uma grande batalha, que os terroristas perderam. Suas forças foram derrotadas no centro do pseudo-califado. A cidade foi libertada", informa o comunicado do destacamento.

    Durante os combates, 655 combatentes das FDS, entre eles turcos, árabes, turcomenos e curdos, perderam a vida.

    As vidas de cerca de 450 mil moradores foram salvas, acrescenta o comunicado.

    "Iremos entregar a administração da cidade ao Conselho Civil de Raqqa, e a guarda da cidade e dos arredores às forças de segurança interna. Prometemos defender as fronteiras da província de todas ameaças externas", afirmaram as FDS.

    A cidade de Raqqa esteve sob controle do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) desde 2013, a cidade era considerada a capital não oficial dos terroristas. Em 2016, a coalizão liderada pelos EUA anunciou o início da operação para libertar a cidade.

    Conforme o comunicado das FDS, a operação durou 134 dias.

    Tema:
    Raqqa: do Daesh aos EUA (14)

    Mais:

    Curdos eliminam snipers do Daesh em Raqqa
    Exército Sírio é atacado a partir de área ocupada por EUA e FDS
    Síria: coalizão viola direito internacional ao atacar civis em Raqqa com bombas de fósforo
    Exército sírio elimina terroristas, tanques e armazéns de munições perto de Raqqa
    Tags:
    terroristas, libertação, Forças Democráticas Sírias (SDF), Daesh, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik