04:30 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    A usina nuclear Bushehr no Irã (foto de arquivo)

    EUA voltam a indicar vontade de romper acordo nuclear com o Irã

    © Sputnik/ Valeriy Melnikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    655708

    O Irã não está cumprindo as expectativas estabelecidas no acordo nuclear internacional conhecido como Plano Conjunto de Ação Conjunto Conjunto (JPCOA, na sigla em inglês), disse o secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson, nesta quinta-feira.

    "Na nossa opinião, o Irã está claramente em descumprimento das expectativas do JCPOA, através de suas ações para sustentar o regime [do presidente sírio Bashar] Assad, para se envolver em atividades maliciosas na região, incluindo a atividade cibernética, desenvolvendo agressivamente mísseis balístico ", disse Tillerson a jornalistas durante uma conferência de imprensa com o ministro britânico de Relações Exteriores, Boris Johnson, em Londres.

    Ainda de acordo com Tillerson, o governo dos EUA continua a desenvolver a sua política a respeito do Irã e considerará o fato de que o país árabe possa representar uma ameaça mais ampla do que meramente por questões nucleares.

    "A administração [do presidente dos EUA Donald] Trump continua a rever e desenvolver sua política no Irã […] nenhuma decisão foi tomada", revelou Tillerson. "O presidente Trump deixou claro que devemos levar em consideração a totalidade das ameaças iranianas, não apenas as capacidades nucleares do Irã, que é apenas uma parte da nossa postura em relação ao Irã".

    Em abril deste ano, Trump ordenou uma revisão sobre a possibilidade de aplicar sanções ao Irã, considerando o acordo nuclear de 2015, negociado sob a gestão do seu antecessor, o presidente Barack Obama.

    O atual líder dos EUA chamou o acerto de "o pior negócio já negociado”, e que tal acordo iria contra o interesse da segurança nacional norte-americano.

    Mais:

    'Programa de mísseis do Irã não pode ser comparado com o da Coreia do Norte'
    Senador russo: não há provas que Irã tenha apoiado programa nuclear de Pyongyang
    Reino Unido suspeita que Irã e Rússia estarão ligados ao programa nuclear norte-coreano
    Tags:
    Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, armas nucleares, acordo nuclear, diplomacia, Organização do Tratado de Proibição de Testes Nucleares, Rex Tillerson, Donald Trump, Bashar Assad, Barack Obama, Estados Unidos, Teerã, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik