03:48 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Raqqa (foto de arquivo)

    Forças Democráticas da Síria libertam por completo Cidade Velha de Raqqa

    CC BY 2.0 / Arian Zwegers / Resafa, church of St Sergius
    Oriente Médio e África
    URL curta
    301

    As Forças Democráticas da Síria (FDS), apoiadas pelos EUA, concluíram a operação de libertação da Cidade Velha de Raqqa dos terroristas do Daesh, declarou o enviado especial do presidente dos EUA para a Coalização contra o Daesh, Brett McGurk.

    "Mais uma fase importante terminada: nas últimas 48 horas, as FDS concluíram a libertação da Cidade Velha de Raqqa [que por muito tempo foi um baluarte do Daesh], evacuando milhares de civis", escreveu o enviado norte-americano no Twitter.

    Soldados do Daesh em desfile pela cidade de Raqqa, proclamada capital do Estado Islâmico na Síria
    © AP Photo / Raqqa Media Center of the Islamic State group
    A agência AFP informou no dia 1º de setembro que as tropas das FDS, apoiadas por Washington, tinham libertado a Cidade Velha de Raqqa. Primeiramente, a coalizão, liderada pelos EUA, não confirmou esta informação.

    A cidade síria de Raqqa está nas mãos do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) desde 2013, sendo considerada a capital não oficial dos terroristas. Em 2016, a coalizão declarou o início da operação de libertação da cidade. Há meses a cidade é palco de combates que visam cercá-la para dar um fim ao domínio dos terroristas na importante zona síria.

    Em terra, a ofensiva está sendo realizada pelas Forças Democráticas da Síria, compostas na maioria pelas tropas curdas e apoiadas pela aviação e pelas forças especiais dos EUA. Na segunda-feira (4), as FDS afirmaram que esperam libertar toda a cidade dos terroristas dentro de dois meses.

    Mais:

    Coalizão liderada pelos EUA elimina 85 militantes do Daesh na Síria
    Exército da Síria liberta último grande ponto de resistência do Daesh
    Tags:
    libertação, combate ao terrorismo, coalizão internacional, Forças Democráticas da Síria, Daesh, Brett McGurk, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar