16:56 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Fronteira entre Israel e Faixa de Gaza

    Pior que o rescaldo da guerra de 2014: Faixa de Gaza sofre com crise de eletricidade

    © REUTERS/ Amir Cohen
    Oriente Médio e África
    URL curta
    201

    Os moradores da Faixa de Gaza estão fortemente afetados por uma crise de eletricidade, o que faz com que muitas pessoas vivam com menos de duas horas de eletricidade por dia, disse esta terça-feira (8) a Oxfam, uma confederação de organizações de caridade sediada na Grã-Bretanha.

    Segundo a Oxfam, o impacto negativo da crise de eletricidade sobre as condições de vida dos moradores da Faixa de Gaza é até mais grave em comparação com o rescaldo do conflito com Israel, conhecido também como a Guerra em Gaza de 2014, com 2 milhões de pessoas precisando atualmente de água potável e saneamento básico adequado.

    "Depois da Guerra em Gaza de 2014, 50% das estações de tratamento de esgotos ficaram inoperacionais. Hoje em dia, não há nenhuma aberta. Em agosto de 2014, 900 mil pessoas tinham falta de água limpa e instalações sanitárias, atualmente esse número é de 2 milhões. Depois da última guerra, 80% da população recebiam quatro horas de eletricidade por dia. Hoje, muitas pessoas em Gaza estão vivendo com menos de duas horas por dia", afirmou Chris Eijkemans, o diretor da Oxfam para os Territórios Palestinos Ocupados e Estado de Israel.

    O diretor regional da Oxfam instou todas as partes do conflito para porem imediatamente um fim à crise para não expor a população local à ameaça de doenças.

    "Mesmo sem mísseis e bombas, os palestinos em Gaza estão passando por emergência humanitária, com que todos eles estão muito familiarizados. É uma vergonha permitir que essa crise se eleve a uma tal escala e continue sufocando dois milhões de pessoas vivendo sob um bloqueio ilegal", afirmou Eijkemans.

    Em 2007, um conflito mortal entre a Fatah, então o partido dominante na Palestina, e o Hamas, um grupo político de militantes islamistas, resultou na divisão da Autoridade Palestiniana e no Hamas ocupando a Faixa de Gaza.

    Desde então, Israel tem mantido o bloqueio terrestre, marítimo e aéreo do enclave para fins de segurança. O isolamento levou à diminuição do nível de vida dos moradores de Gaza, que agora estão dependendo de Israel e da ajuda humanitária internacional para receber recursos básicos e abastecimentos, incluindo de água e eletricidade. Em junho, o bloqueio de eletricidade foi agravado após Israel ter cortado o fornecimento de energia depois de um pedido da Autoridade Palestiniana, que está tentando recuperar o controle sobre Gaza ao Hamas.

    A Faixa de Gaza foi anexada por Israel durante a Guerra dos Seis Dias em 1967. Desde então, teve lugar uma série de conflitos armados entre Israel e os palestinos. O último conflito ocorreu em julho-agosto de 2014.

    Mais:

    Líder da Palestina quer intervenção dos EUA na situação em Israel
    'Sem resolução do problema de Palestina nunca haverá paz no Oriente Médio'
    Mais de 10 mil israelenses protestam contra a ocupação da Palestina
    Tags:
    eletricidade, bloqueio, crise, Fatah, Hamas, Oxfam, Israel, Faixa de Gaza, Palestina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik