23:22 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagens da fronteira entre Israel e Síria, nas Colinas de Golã

    Israel não planeja devolver Colinas de Golã à Síria

    © AFP 2018 / Jalaa Marey
    Oriente Médio e África
    URL curta
    371029

    O embaixador israelense na Rússia, Gary Koren, disse na terça-feira (1) em entrevista à Sputnik que Israel não negociará sobre as Colinas de Golã que foram conquistadas à Síria após a Guerra dos Seis Dias de 1967.

    Israel não planeja devolver a região norte do país, as Colinas de Golã, informou Koren, comentando o longo conflito entre Israel e a Síria.

    "Segundo a nossa legislação, as Colinas de Golã são uma parte independente dentro de Israel. Se alguém pensa que esta questão ainda tem de ser discutida, é ingénuo. No passado, durante a governação de Ehud Barak [antigo primeiro-ministro israelense], nós tentamos prosseguir as conversações, explorar as oportunidades de negociar com Hafez Assad [antigo presidente sírio], mas isso não nos levou a resultado nenhum. Pois, graças a Deus, isso falhou. Se tivéssemos devolvido as Colinas de Golã, já teríamos o Hezbollah e os militantes iranianos no lago Kinneret [também conhecido como mar da Galileia]", disse Koren.

    A Guerra dos Seis Dias de junho de 1967 deu a Israel o controle sobre as colinas de Golã. Depois de mais uma década de controle por meio de administração militar, Israel, anexou de fato as Colinas de Golã em 1981, aprovando uma lei sobre a extensão da sua jurisdição sobre o território em questão. Esta ação não foi internacionalmente reconhecida.

    Mais:

    Crítico de Israel, aiatolá do Irã diz em SP que EUA 'patrocinam o Daesh' e defende Assad
    Por que Israel não está interessado na paz na Síria?
    Líder da Palestina quer intervenção dos EUA na situação em Israel
    Tags:
    soberania, terrorismo, anexação, Guerra dos Seis Dias, Gary Koren, Síria, Israel, Irã, Colinas de Golã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik