04:23 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    A base aérea de Shayrat

    Moscou: EUA criam obstáculos para especialistas visitarem base aérea de Shayrat

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 05
    Nos siga no

    Os EUA estão criando obstáculos às visitas de especialistas internacionais à base aérea de Shayrat, apesar do convite do governo da Síria.

    Segundo o chefe do Departamento de Não-Proliferação e Controle de Armamentos do Ministério do Exterior da Rússia, Mikhail Ulianov, os militares sírios foram acusados por Washington de realizarem um ataque com armas químicas em Khan Shaykhun, mesmo antes de ter sido feito qualquer inquérito.

    O especialista sublinha que, segundo a lógica, os EUA deveriam ter chamado o mais rápido possível especialistas da ONU ou da Organização para a Proibição de Armas Químicas a visitar Shayrat, mas, em vez disso, eles criam os mais diversos obstáculos, impedindo qualquer pessoal internacional de visitar essa base.

    A oposição síria denunciou, em 4 de abril, um suposto ataque com armas químicas contra a cidade de Khan Shaykhun (província de Idlib) que deixou mais de 80 mortos, segundo a Organização Mundial de Saúde. Ela acusou o exército sírio de usar armas químicas, mas os militares negaram todas as acusações.

    Em vez de uma investigação, a base de Shayrat, a partir da qual alegadamente teria sido realizado o ataque de 4 de abril, foi atacada em 7 de abril pelas forças dos EUA, que disparam 59 mísseis contra a base.

    O presidente da Síria Bashar Assad disse em entrevista à Sputnik que o ataque químico foi inventado para justificar o lançamento de mísseis contra Shayrat.

    Mais:

    Assad diz à Sputnik: Não houve ataque químico em Khan Shaykhun; isso é provocação
    Especialista sobre armas químicas de Assad: CIA é mestre em falsificação
    Daesh está transferindo material para armas químicas 'debaixo do nariz da coalizão'
    Tags:
    investigação, armas químicas, ONU, Donald Trump, Shayrat, Khan Shaykhun, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar