20:05 15 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Militares iraquianos durante combates em Mossul

    Mossul foi completamente limpa do Daesh

    © Sputnik / Rafael Daminov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    130

    Uma fonte nas forças de segurança do Iraque disse à agência Sputnik que a cidade de Mossul foi completamente limpa do Daesh. Bandeira nacional foi hasteada na última posição de defesa dos terroristas.

    Segundo a fonte, o adjunto do chefe do serviço de combate ao terrorismo, tenente-general Abdul Wahab al-Saidi, hasteou a bandeira do Iraque sobre a última posição de defesa dos terroristas na parte histórica da cidade, o que significa a plena libertação da parte ocidental de Mossul.

    O comandante da Polícia Federal, Raid Jaudat, informou à Sputnik Árabe que, desde o início da operação de libertação de Mossul, foram mortos 2.044 militantes terroristas, incluindo 58 atiradores furtivos. Além disso, foram destruídos 85 carros (20 deles eram carros-bomba) e 24 motocicletas. Foram destruídas cinco torres de comunicação dos terroristas e oito túneis subterrâneos, disse o comandante.

    Em 8 de julho, durante a desminagem dos bairros libertados de Mossul, a Polícia Federal do Iraque desminou oito edifícios, destruiu 71 coletes com explosivos e 252 bombas. Foram encontrados também 185 lança-mísseis, acrescentou Raid Jaudat.

    A campanha de expulsão dos terroristas de Mossul, que durante três anos esteve sob controle dos militantes do Daesh, começou em outubro de 2016. Em junho, os comandantes iraquianos declararam o início da ofensiva contra as últimas posições de terroristas na parte histórica de Mossul. Da operação participaram as Forças Especiais do Exército, a Polícia Federal, as Forças de Intervenção Rápida e as Forças Armadas do Iraque.

    Mais:

    Vitória se aproxima: Assim é Mossul em dias de luta contra Daesh
    Mídia: Mossul acaba de ser completamente libertada de terroristas
    Pelo menos 12 morreram e 20 ficaram feridos durante explosão em Mossul, no Iraque
    Tags:
    exército, terrorismo, libertação, Estado Islâmico, Daesh, Iraque, Mossul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar