13:47 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente turco Recep Tayyip Erdogan durante discurso

    Turquia nunca permitirá um novo Estado no norte da Síria

    © AFP 2019 / ADEM ALTAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    9220
    Nos siga no

    O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse na sexta-feira (23) que a Turquia nunca permitirá a criação de um Estado no norte da Síria, informou a agência estatal de notícias do país, Anadolu Agency.

    "Hoje em dia, há um progresso negativo na Síria. Se isso causar alguma ameaça às nossas fronteiras, o mundo deve saber que reagiremos da mesma maneira como fizemos na operação Escudo do Eufrates", disse Erdogan durante um discurso na província de Sanliurfa, no sudeste da Turquia.

    A Turquia lançou a operação Escudo do Eufrates em agosto passado para liquidar militantes do grupo Daesh (proibido na Rússia) e para conter a ofensiva de curdos sírios no norte da Síria. A operação terminou em março deste ano.

    "Caso haja a menor ameaça ao nosso país, faremos o que for necessário sem consultar ninguém", disse Erdogan.

    O presidente turco também avisou os EUA para cortarem seus laços com as Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas.

    "Dissemos a nossos aliados estratégicos para que cooperem conosco na luta contra o Daesh, mas eles preferem cooperar com grupos terroristas", disse ele.

    A Turquia considera as YPG como afiliados sírios do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), considerado organização terrorista na Turquia, nos EUA e na União Europeia.

    No entanto, os EUA apoiam as YPG como seu aliado em terra no combate ao Daesh na Síria, uma política que tem causado tensões entre Washington e Ancara.

    Mais:

    Rússia assina acordo de cessar-fogo com o governo da província de Latakia na Síria
    Exército dos EUA se instala no sul da Síria 'para dividir o país'
    Tags:
    divergências, conflito, Daesh, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Unidades de Proteção Popular (YPG), Recep Tayyip Erdogan, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar