09:34 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Eader of the Islamic State group, Abu Bakr al-Baghdadi, delivering a sermon at a mosque in Iraq

    Daesh destroi mesquita histórica onde declarou o 'califado' em Mossul (VÍDEO)

    © AP Photo / Militant video, File
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1352
    Nos siga no

    Militantes do grupo terrorista Daesh destruíram nesta quarta-feira a mesquita Grand al-Nuri em Mossul, no Iraque, e seu famoso minarete inclinado, de acordo com um comunicado das forças militares iraquianas que tentam expulsar o grupo da cidade.

    O local ficou mundialmente famoso quando, há três anos, o líder terrorista Abu Bakr al-Baghdadi declarou que ali começava o  ‘califado’ do Daesh, que abrange partes do Iraque e da Síria.

    Uma agência ligada aos terroristas acusou os Estados Unidos pela destruição da mesquita. Contudo, a coalizão liderada pelos norte-americanos negou que tenha havido qualquer bombardeio contra o local.

    “A responsabilidade dessa devastação é colocada firmemente na conta do Daesh”, disse o general do Exército dos EUA, Joseph Martin, à Agência Reuters.

    O escritório de mídia do exército iraquiano distribuiu uma foto tirada do ar que parecia mostrar a mesquita e minarete achatados no meio das pequenas casas da Cidade Velha, o distrito histórico onde os militantes são situados.

    “As gangues terroristas de Daesh cometeram outro crime histórico, explodindo a mesquita al-Nuri e seu minarete histórico al-Hadba”, afirmou o comunicado militar iraquiano. Os iraquianos chamam amorosamente o minarete de Al-Hadba, ou “o corcunda”.

    Um vídeo postado nas mídias sociais mostrou que o minarete desabava verticalmente e dava lugar a um misto de areia e poeira. Ao fundo, era possível ouvir uma mulher lamentando: "o minarete, o minarete, o minarete".

    As explosões ocorreram quando as unidades de serviço de combate ao terrorismo da elite do Iraque, que estão lutando pelo caminho da Cidade Velha de Mossul, chegaram a menos de 50 metros da mesquita, disse o comunicado militar iraquiano.

    “Este é um crime contra o povo de Mossul e todo o Iraque, e é um exemplo de por que essa brutal organização deve ser aniquilada”, completou o general norte-americano Joseph Martin.

    A luta pela expulsão do Daesh de Mossul continua.

    Mais:

    Polícia Federal realiza ofensiva em Mossul contra posições do Daesh (VÍDEO)
    Teerã comenta resultado do seu ataque 'avassalador' de mísseis contra Daesh (VÍDEO)
    Tags:
    mesquita Grand al-Nuri, califado, violência, terrorismo, Daesh, Joseph Martin, Abu Bakr al-Baghdadi, Mossul, Oriente Médio, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar