05:50 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Navio de guerra iraniano Alborz no Estreito de Ormuz

    O que a Marinha iraniana está fazendo perto das costas árabes?

    © AP Photo/ Fars News Agency, Mahdi Marizad
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 161

    O destróier Alborz e o navio de guerra Bushehr, pertencentes à 47ª flotilha da Marinha do Irã zarparam em direção ao Golfo de Aden, sendo que a 46ª flotilha tinha anteriormente tomado o mesmo rumo, informa a agência de notícias Tasnim.

    Como revela a Tasnim, a missão pretende combater os piratas que operam nas costas de Omã, bem como garantir a segurança dos navios mercantes que percorrem essas águas e não representam nenhuma ameaça para os países vizinhos.

    "O Irã se comprometeu a preservar a segurança da região, especialmente nas águas conjuntas, por isso não se deve vincular esta missão com quaisquer fatores externos, particularmente, com a crise no Qatar", afirmou à Sputnik Persa o especialista em temas do Oriente Médio e professor da Universidade de Teerã, Hosein Ruyvaran.

    O especialista adiantou que se trata de uma missão de manutenção de paz acordada de antemão com as autoridades omanis.

    Os navios de guerra iranianos se deslocam em meio ao agravamento da crise desencadeada entre a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos, Bahrein e o Egito, por um lado, e o Qatar, por outro. Este último foi acusado por seus vizinhos de patrocinar os grupos terroristas, embora muitos analistas considerem que a verdadeira razão é a intenção de Doha de se aproximar de Teerã. De fato, o Irã foi o único país da região que, apesar das diferenças, ajudou o emirado a lidar com o bloqueio imposto.

    O cientista político e membro do Conselho Científico do Centro de Estudos Internacionais de Teerã, Mani Mehrabi, afirmou à Sputnik que o Irã realiza ao mesmo tempo as operações semelhantes, demonstrando a seus vizinhos que o país persa se preocupa pela segurança na região.

    "Os conflitos e tensões recentes que surgiram na sequência dos ataques terroristas em Teerã, são a principal razão pela qual os países árabes encaram as manobras da Marinha iraniana como uma potencial ameaça", opina Mehrabi.

    O Golfo de Aden separa a costa da Somália, país africano, do território iemenita na península Arábica. O primeiro território se converteu em um foco para grupos de piratas que aterrorizam a região. Ao mesmo tempo, o Iêmen está desde há vários anos envolvido em um conflito entre os houthis, partidários do Irã, e grupos sunitas apoiados pela Arábia Saudita.

    Mais:

    'Irã prepara seus próprios submarinos para guerra defensiva no golfo Pérsico' (VÍDEO)
    Ataque terrorista no Irã pode mudar balança de poder no Golfo Pérsico, diz professor
    Objetivo da ruptura de relações diplomáticas com Qatar – fazer o país se afastar do Irã
    Tags:
    navio de guerra, destróier, frota, crise, Marinha, Qatar, Oriente Médio, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik