15:23 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Iemenitas, suspeitos de estarem infectados com cólera, recebem tratamento em hospital no Sanaa, 6 de maio de 2017

    Surto de cólera no Iêmen: mais de 900 mortes desde o final de abril

    © AFP 2019 / Mohammed HUWAIS
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Crise no Iêmen: rebeldes houthis matam antigo aliado e ex-presidente Ali Abdullah Saleh (23)
    0 20

    Um total de 923 iemenitas já morreram em função do surto de cólera no país desde 27 de abril, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira.

    "Um total acumulado de 124,002 casos suspeitos de cólera e 923 mortes associadas foram relatadas no Iêmen desde 27 de abril de 2017", informou a organização em sua conta no Twitter.

    O surto de cólera no Iêmen foi anunciado pelas autoridades sanitárias do país em 6 de outubro de 2016. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 7,6 milhões de iemenitas vivem em áreas com alto risco de transmissão da doença.

    O Iêmen está vivendo uma guerra civil desde março de 2015. O conflito afetou os sistemas econômico e social do país, bem como todo o setor da saúde. A guerra está sendo travada entre o governo do presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, reconhecido pela comunidade internacional, e o movimento Houthi, apoiado por unidades do exército leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh.

    O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) caracteriza a situação no Iêmen como "a maior crise humanitária do mundo", com 18,8 milhões de pessoas necessitando de ajuda humanitária ou de proteção, incluindo 10,3 milhões de pessoas em risco eminente de vida.

    Tema:
    Crise no Iêmen: rebeldes houthis matam antigo aliado e ex-presidente Ali Abdullah Saleh (23)

    Mais:

    ONU: ataque à cidade portuária Houthi, no Iêmen, pode deslocar mais de 400 mil pessoas
    OMS: Epidemia de cólera no Iêmen já matou mais de 50
    Estados Unidos realizam novos bombardeios no Iêmen
    Moscou: 'Se os EUA são a consciência do mundo, por que não veem o que se passa no Iêmen?'
    Bombardeios da coalizão matam mais de 100 civis no Iêmen só em março
    Tags:
    guerra civil, ajuda humanitária, crise humanitária, surto, cólera, OCHA, OMS, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar