03:28 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1007
    Nos siga no

    As Forças Democráticas da Síria (FDS) e seus aliados iniciaram a ofensiva, no âmbito da operação para retomar a cidade de Raqqa das mãos do grupo terrorista Daesh, segundo declaração da coalizão militar liderada pelos EUA, publicada nesta terça-feira.

    "As Forças Democráticas da Síria e seus parceiros da Coalizão Árabe Síria iniciaram no dia 6 de junho a ofensiva para expulsar Daesh da sua, assim denominada, capital no norte da Síria", informou o comunicado.

    A campanha para libertação de Raqqa começou em novembro quando, com o apoio da coalizão liderada pelos EUA, as FDS iniciaram o cerco da cidade. Os civis foram incentivados a deixar a localidade.

    "As forças da coalizão continuarão a apoiar a Coalizão Árabe Síria e as Forças Democráticas da Síria durante sua ofensiva em Raqqa, no âmbito da sua missão de 'assessorar e auxiliar', fornecendo equipamentos, treinamento, suporte de inteligência e logística, artilharia de precisão e conselhos em campo de batalha", explicou o comunicado.

    O comandante da coalizão, o tenente-general Steve Townsend, avisou que a ofensiva de Raqqa será longa e difícil. Após a libertação da cidade, o governo será delegado a um grupo representativo de civis locais, destacou o comunicado militar.

    Mais:

    Mídia: Ataque da coalizão internacional liderada pelos EUA mata 43 civis em Raqqa
    Milícias curdas: esperamos entrar em Raqqa na próxima semana
    Fonte: EUA e curdos realizam operação contra Daesh em Raqqa
    Cerca de 100 mil pessoas deixaram Raqqa em meio à operação contra Daesh
    Tags:
    ofensiva, Daesh, coalizão internacional, Forças Democráticas da Síria, Raqqa, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar