12:40 24 Maio 2017
Ouvir Rádio
    Homem na varanda de um dos edifícios com marcas de bombardeios em um campo de refugiados na Líbia

    Ataque contra base aérea na Líbia mata 140 pessoas

    © REUTERS/ Ali Hashisho
    Oriente Médio e África
    URL curta
    173617

    Cerca de 140 pessoas, incluindo civis, morreram em um ataque das milícias líbias leais ao governo apoiado pela ONU na base aérea de Brak al-Shati, segundo declaração do porta-voz da oposição.

    A emissora BBC informou nesta sexta-feira que o governo de união nacional líbio negou ter ordenado à milícia aliada o ataque realizado na quinta-feira a base no sul do país, mantida pelo Exército Nacional da Líbia (LNA), que apoia a oposição.

    Um porta-voz do LNA acusou as forças pró-governo de executar sumariamente soldados desarmados.

    "Os soldados estavam retornando de um desfile militar, não estavam armados, a maioria deles foi executada", disse o membro do LNA.

    O ministro da Defesa do governo de união nacional e o comandante da milícia teriam sido suspensos até o fim da investigação do incidente.

    O enviado especial da ONU para a Líbia, Martin Kobler, condenou o ataque. Ele manifestou indignação com os relatos de mortes que incluíram civis e possíveis execuções sumárias, e pediu às partes que evitem entrar em conflito.

    Telegram

    Siga Sputnik Brasil no Telegram. Todas as notícias mundiais do momento em um só canal. Não perca!

    Mais:

    Unidade política na Líbia está a passo de se tornar real
    Assange chama Hillary Clinton de 'açougueira da Líbia'
    Político norte-americano propõe dividir Líbia em 3 partes
    'Síria não repetirá o destino da Líbia enquanto Rússia estiver no Oriente Médio'
    Exército Nacional da Líbia lança ofensiva no sul do país
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik