10:50 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Cartazes com o retrato do presidente sírio, Bashar Assad, junto ao centro de autotreinamento perto de Damasco

    Lavrov: Rússia, Turquia e Irã discutirão o policiamento das zonas de segurança na Síria

    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    Oriente Médio e África
    URL curta
    590

    Os especialistas russos, turcos e iranianos planejam reunir-se em, no máximo, duas semanas para discutir os parâmetros das zonas de segurança na Síria, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta quinta-feira.

    "Especialistas russos, turcos e iranianos se reunirão em cerca de dez a doze dias para discutir certos padrões de funcionamento dessas zonas de segurança, incluindo observadores e postos de controle", disse ele aos repórteres em Fairbanks, no Alasca.

    Falando à margem do Conselho do Árctico, Lavrov sublinhou que no âmbito do pacto de Astana sobre as zonas de segurança na Síria, a participação dos observadores deve ser acordada por todas as partes do processo, incluindo o governo sírio.

    O acordo foi assinado na semana passada na capital do Cazaquistão e entrou em vigor no sábado. Rússia, Irã e Turquia assimiram o compromisso de garantir a paz na Síria e irão controlar a implementação das zonas.

    Um total de quatro zonas serão estabelecidas em toda a Síria para permitir o retorno seguro dos refugiados. Estes territórios serão patrulhados por forças estrangeiras e ficarão cercados por postos de controle. As Nações Unidas elogiaram a medida.

    Mais:

    Síria não permitirá que forças lideradas pela ONU estejam presentes em zonas de segurança
    As peculiaridades das 4 zonas de segurança na Síria
    Zonas de segurança entram em vigor na Síria
    'Criação de 4 zonas de segurança na Síria vai parar guerra civil'
    Tags:
    zonas de segurança, Sergei Lavrov, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar