14:48 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Reporters walk in the media center set for Syria peace talks, in Astana, Kazakhstan, January 23, 2017.

    Rússia quer criar zonas de desescalamento na Síria

    © REUTERS / Mukhtar Kholdorbekov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    18412
    Nos siga no

    A Rússia chegou com propostas para aliviar as tensões na Síria, agindo como "fiadora de um processo político", disse um representante da oposição armada síria.

    Fatih Hassoun, um representante da oposição armada síria disse à Sputnik que a Rússia fez propostas destinadas a reduzir as tensões nas zonas de conflito da Síria e no respeito do regime de cessar-fogo.

    "Há propostas da Rússia, úteis no seu realismo, sobre o respeito do regime de cessar-fogo, sobre a criação de zonas de desescalamento das tensões e sobre o envolvimento de novos atores internacionais nesses acordos", disse Hassoun no domingo.

    Ele acrescentou que a proposta de Moscou implicava que as tropas desdobradas em tais zonas seriam enviadas por países não envolvidos nas atividades militares em curso no país.

    Segundo Hassoun, a proposta significa que a Rússia "começou as atividades como fiadora de um processo político" e que por isso, a comunidade internacional deveria estar envolvida nas negociações de paz de Astana em maior medida.

    Mais:

    Rússia cobra explicações da Turquia sobre ausência da oposição síria em Astana
    Exército Livre da Síria participará das negociações sírias em Astana
    Lavrov e Zarif: Astana é plataforma eficiente de diálogo entre Damasco e oposição armada
    Putin: Reunião de Astana reconhece impossibilidade de solução militar para crise síria
    Tags:
    Sputnik, Fatih Hassoun, Cazaquistão, Moscou, Síria, Rússia, Astana
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar