07:13 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Material bélico da Coreia do Norte mostrado durante o desfile militar

    Novo teste de mísseis balísticos da Coréia do Norte foi um fracasso

    © Sputnik/ Ilia Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2925

    Outro teste de mísseis balísticos da Coréia do Norte terminou em um aparente fracasso nesta sexta-feira, após o projétil ter colidido com a terra minutos depois do lançamento, segundo as avaliações dos países vizinhos.

    O míssil foi lançado da base aérea de Pukchang, ao norte de Pyongyang, por volta das 5h30 da manhã, hora local, e teria sobrevoado de 30 a 50 quilômetros, sem ter atingido o Mar do Japão.

    "O míssil não saiu do território norte-coreano", afirmou o Comando Pacífico dos EUA (PACOM) depois de confirmar o lançamento.

    Militares dos EUA, da Coreia do Sul e do Japão disseram estar avaliando os dados do lançamento. Se confirmado, este será o terceiro teste deste mês, depois de dois lançamentos anteriores em 5 e em 16 de abril, que também falharam.

    Acredita-se que o projétil seja um míssil balístico intermediário terrestre KN-17, que pode ser usado para alvejar navios, segundo a informaçaão dos militares norte-americanos e sul-coreanos.

    Desrespeito com a China

    A Casa Branca confirmou que o presidente dos EUA, Donald Trump, foi informado sobre o lançamento, que aconteceu. Trump classificou o mais recente teste de mísseis de Pyongyang como uma demonstração de desrespeito ao seu aliado, a China, e ao presidente Xi Jinping, a quem recebeu em sua propriedade na Flórida no início deste mês.

    "A Coreia do Norte desrespeitou os desejos da China e do seu presidente altamente respeitado quando lançou, embora sem êxito, um míssil hoje", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

    Japão em alvoroço

    O porta-voz do governo japonês anunciou horas depois ter recebido relatórios sobre o teste de mísseis da Coréia do Norte. Segundo ele, Tóquio encaminhou vigorosos protestos à Pyongyang.

    O secretário-geral do gabinete do premiê, Yoshihide Suga, afirmou à imprensa que o lançamento foi mais uma provocação e uma clara violação das resoluções da ONU, que proíbem a Coreia do Norte de desenvolver tecnologias balísticas e nucleares.

    A notícia do lançamento causou alvoroço no Japão. O primeiro ministro do país, Shinzo Abe, emitiu ordem de prontidão a todos os navios e aeronaves, e ordenou o início de procedimentos de emergência. O metrô de Tóquio ficou paralizado por dez minutos por motivos de segurança.

    Mais:

    Embaixador da Coreia do Norte na ONU chama esforços dos EUA de sonho absurdo
    Coreia do Norte está 'no estágio final' do seu programa nuclear, diz Seul
    Rex Tillerson: EUA estão prontos para negociações diretas com Coreia do Norte
    Trump indica possibilidade 'de grande conflito' com Coreia do Norte
    Americanos acreditam que força militar será necessária para parar a Coreia do Norte
    Tags:
    fracasso, teste, mísseis balísticos, Japão, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik