14:44 25 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Membros do grupo radical Talibã

    Rússia nega acusação dos EUA de que forneceria armas ao Talibã

    © REUTERS / Stringer/Files
    Oriente Médio e África
    URL curta
    19161

    O Ministério do Exterior da Rússia rechaçou nesta terça-feira as afirmações feitas por autoridades dos Estados Unidos de que estaria supostamente fornecendo armas ao Talibã, classificando as ilações como “não profissionais” e “falsas”.

    “As alegações sobre o suposto fornecimento de armas russas para o Talibã […] são acusações não profissionais, que carecem de qualquer fundamento”, enfatizou o ministro do Exterior russo Sergei Lavrov, após reunião com o secretário-geral da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Lamberto Zannier.

    O chanceler russo se disse seguro de que "aqueles que ganham dinheiro nos EUA para apresentar ao governo dados de inteligência confiáveis estão ciente de que são falsas as declarações".

    A reação do Kremlin veio menos de 24 horas após o general norte-americano John Nicholson dizer, ao lado do secretário de Defesa James Mattis, que “não descartaria” a possibilidade de Moscou estar envolvida com a situação afegã, fornecendo armas ao Talibã.

    Na mesma oportunidade, Mattis e Nicholson destacaram que os Estados Unidos irão buscar vias diplomáticas para questionar o governo russo a respeito do suposto apoio do Talibã. “Faremos o que pudermos, mas temos que confrontar a Rússia pelo que faz e que seja contrário à lei internacional”, ponderou Mattis.

    Na opinião de Lavrov, tudo não passa de uma iniciativa dos Estados Unidos para desviar a atenção do mundo ao que acontece na Síria. 

    Mais:

    Explosão suicida ocorreu perto de base norte-americana no Afeganistão
    Após o lançamento da MOAB chefe do Pentágono visita Afeganistão
    Explosão mata 11 civis no Afeganistão
    Tags:
    armamento, guerra, Talibã, James Mattis, John Nicholson, Sergei Lavrov, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik