21:56 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Refugiados atrás de uma barreira do Exército libanês enquanto a fumaça aumenta durante os confrontos entre os islâmicos e os atiradores palestinos da Fatah no campo de refugiados palestinos de Ain al-Hilweh perto de Sidon, no sul do Líbano 9 de abril de 2017

    Confronto em campo de refugiados palestinos deixa vários mortos e feridos no Líbano

    © REUTERS / Ali Hashisho
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1318
    Nos siga no

    Pelo menos seis pessoas foram mortas e outras 35 ficaram feridas em confrontos no campo de refugiados palestinos no sul do Líbano. O confronto começou quando as forças de segurança do campo de refugiados de Ain al-Hilweh foram atacadas por radicais islâmicos.

    Pelo menos seis pessoas foram mortas e outras 35 ficaram feridas em confrontos no maior campo de refugiados palestinos no sul do Líbano, informaram nesta segunda-feira os médicos.

    Segundo a BBC, o confronto começou na sexta-feira, quando as forças de segurança conjuntas do campo de refugiados de Ain al-Hilweh foram atacadas por radicais islâmicos.

    Na semana passada, as forças de segurança conjuntas, compostas por membros do Movimento Fatah, Hamas, Osbat al-Ansar (todos proibidos na Rússia) e outras facções palestinas, foram estabelecidas no campo. O local está fora da jurisdição das forças de segurança libanesas, após uma série de confrontos entre vários grupos armados que operam por lá.

    Fundado em 1948, este é o maior dos 12 campos palestinos no Líbano e abriga mais de 54.116 refugiados registrados segundo a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA).

    Mais:

    Explosão atinge campo de refugiados palestinos
    ONU diz que situação em campo de refugiados palestinos na Síria é “além de desumana”
    Palestinos que combatem Estado Islâmico tentam recuperar campo de refugiados da Síria
    Tags:
    Osbat al-Ansar, Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina, Fatah, Hamas, BBC, Ain al-Hilweh, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar