11:19 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis balísticos russo Tochka

    Ministério da Defesa russo nega dados sobre ataques com sistemas Tochka-U na Síria

    © Sputnik/ Igor Zarembo
    Oriente Médio e África
    URL curta
    5192

    Na quinta-feira (09), o Ministério da Defesa russo negou as informações sobre alegados ataques efetuados por sistemas de mísseis balísticos Tochka-U na Síria.

    Em 8 de fevereiro, o canal americano FOX News comunicou, citando responsáveis oficiais dos EUA, que a Rússia teria, supostamente, transportado 50 mísseis balísticos de curto alcance para o porto sírio de Tartus.

    O Ministério da Defesa russo deixou claro que nem a Rússia, nem a Turquia, registraram quaisquer ataques realizados com esse tipo de armas.

    "Não há informações sobre alegados ataques com mísseis Tochka-U nesta semana contra unidades da oposição síria em Idlib. Nem a Rússia, nem a Turquia os registraram", destacou o porta-voz do ministério, major-general Igor Konashenkov.

    "Cada dia, todas as evidências deste tipo de violações pelas tropas sírias e pela oposição armada estão sendo registradas, verificadas e publicadas no site oficial do Ministério da Defesa da Rússia", acrescentou Konashenkov.

    Tochka-U é um sistema móvel de mísseis que serve para ataques de precisão contra alvos táticos do inimigo, tais como postos de controle, pontes, armazéns, concentrações de tropas e aeródromos. A versão modernizada deste sistema é capaz de portar ogivas nucleares, biológicas ou químicas e possui um alcance máximo de até 185 quilômetros.

    A Rússia e a Turquia são os grandes patrocinadores do cessar-fogo na Síria que entrou em vigor em 30 de dezembro, e que se tem mantido em geral, apesar de relatos contínuos de violações. O Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução em dezembro apoiando esse esforço.

    Mais:

    Jatos russos destroem mais de 900 pontos do Daesh na Síria
    Que ações humanitárias a Rússia está comandando na Síria?
    Tags:
    alcance, mísseis balísticos, lançamento, Tartus, Tochka-U, Conselho de Segurança da ONU, Ministério da Defesa (Rússia), FOX News, Turquia, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik