11:38 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    O Irã lança o míssil balístico em 9 de março de 2016

    Comandante iraniano ameaça lançar mísseis 'sobre as cabeças dos inimigos'

    © AFP 2017/ Mahmood Hosseini
    Oriente Médio e África
    URL curta
    403406243

    O comandante da Força Aeroespacial do Exército de Guardiães da Revolução Islâmica, general de brigada Amir Ali Hajizadeh, ameaçou lançar "mísseis sobre as cabeças dos inimigos".

    "Se o inimigo cometer um erro, nossos mísseis trovejantes cairão sobre as cabeças deles", cita a agência Tasnim o comandante. O general não precisou de que inimigo estava falando.

    Ali Hajizadeh pronunciou essas palavras durante a conferência realizada por ocasião dos exercícios da Força Aeroespacial iraniana, que começaram pouco depois de novas sanções norte-americanas terem sido introduzidas em resposta ao teste de um míssil balístico por Teerã. O comandante qualificou as ameaças como "fúteis".

    Segundo Ali Hajizadeh, a etapa preparativa acabou com sucesso. Durante os treinamentos, os destacamentos de elite irão utilizar vários sistemas de mísseis e de radares de fabricação iraniana. Os exercícios visam mostrar a prontidão do Irã para se opor às ameaças e têm como lema o "desprezo pelas sanções e ameaças".

    Em 29 de janeiro, o Irã testou um míssil balístico de médio alcance. O míssil percorreu 966 quilômetros e explodiu. Em resposta, os EUA ampliaram a lista das sanções, incluindo nela 13 cidadãos do Irã, EAU, China, Kuwait e Líbano e 12 empresas iranianas, chinesas e dos EAU. As sanções têm que ver com o programa de mísseis balísticos e o apoio ao grupo libanês Hezbollah, considerado como terrorista pelos EUA.

    Mais:

    Casa Branca: Lançamento de míssil iraniano não viola 'diretamente' acordo nuclear
    Opinião: 'EUA e Israel buscam confrontação bélica com o Irã'
    Casa Branca: 'comunidade internacional é tolerante demais com o Irã'
    Tags:
    exercício militar, míssil balístico, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik