05:05 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    761010
    Nos siga no

    Um homem não identificado atropelou uma multidão em um caminhão na Cidade Antiga de Jerusalém. Na sequência do ataque, pelo menos quatro pessoas (três mulheres e um homem) foram mortas e 13 ficaram feridas, informa a mídia citando a polícia. Após o ataque, o premiê de Israel informou que o autor pode pertencer ao grupo terrorista Daesh.

    De acordo com o jornal The Times of Israel, o caminhão, que vinha de um bairro árabe, atropelou um grupo de soldados que estavam saindo de um ônibus.

    Segundo a polícia de Israel, o ataque foi intencional.

    A Rádio de Israel comunicou a morte do motorista do caminhão.

    "É um atentado terrorista", informou o porta-voz da polícia à Rádio de Israel.

    "Sabemos a identidade do autor, tudo indica que é apoiante do Estado Islâmico [Daesh]. Fechamos acesso a Jabel Mukabar, bairro de onde ele chegou, e estamos realizando outras ações que eu não vou dar detalhes", comunicou o primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu, citado pela agência Reuters.

    Conforme a mídia local, o ataque, supostamente, foi realizado por uma pessoa de origem palestiniana que foi liberado de prisao em Jerusalém Oriental, e era dirigido contra as Forças de Defesa de Israel. Segundo é informado, o nome do suspeito é Fadi al-Qanbar.

    ​Ambulâncias já chegaram ao local do incidente. A investigação foi aberta.

    O ministro das Relações Exteriores da Áustria e atual chefe da OSCE, Sebastian Kurz, já condenou o ataque.

    Mais:

    Autoridades revelam identidade de responsável por ataque de Istambul
    Suíça abre processo criminal sobre o ataque à feira de natal em Berlim
    Tags:
    homem, caminhão, mortos, soldados, atropelamento, Times of Israel, Forças de Defesa de Israel, OSCE, Sebastian Kurz, Jerusalém, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar