05:37 25 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    104
    Nos siga no

    Os ataques aéreos da coalizão internacional no Iraque e na Síria resultaram em morte de 188 civis, desde o início da operação contra o grupo terrorista Daesh, informou o comando da coalizão.

    "Até o presente momento, com base em informação disponível, o comando da coalizão concluiu que, desde o início da operação antiterrorista, os bombardeios resultaram em morte não planejada de 188 civis. Lamentamos essas mortes e manifestamos condolências às vítimas", informou o comunicado.

    No entanto, os dados não são finais, pois o comando classificou como falsos ou inconclusivos alguns dos relatórios sobre as mortes. Isso significa que o número pode ser maior. 

    "Em novembro de 2016, o comando da coalizão recebeu 16 relatórios novos, investigou sete relatos recebidos antes sobre possíveis mortes entre os civis após ataques aéreos da coalizão no Iraque e na Síria", explica o comunicado. O texto revelou que "13 relatórios foram considerados como falsos, cinco como confiáveis e mais cinco ainda estão em fase de avaliação".

    Os relatórios considerados falsos eram referentes aos ataques aéreos em diversas áreas da Síria e do Iraque em fevereiro, bem como em outubro e novembro de 2016. "A definição de dados 'falsos' significa que, no presente momento, não há informação suficiente para provas que os ataques da coalizão poderiam ter provocado mortes civis", destaca o comunicado.

    Mais:

    Bombardeios da coalizão liderada pelos EUA matam 20 civis sírios em Raqqa
    Iraque: Ataque aéreo deixa mais de 70 civis mortos e 100 feridos em Al Qaim
    Moscou: coalizão liderada pelos EUA negligencia civis em Mossul
    Ao contrário de Moscou Washington 'não se importa com baixas civis'
    Tags:
    Síria, Iraque, EUA, coalizão internacional, ataques aéreos, civis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar