21:04 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Polícia e carros de emergência no local do atropelamento de uma multidão por um caminhão em Berlim

    Alemanha: Riad financia terroristas na União Europeia

    © REUTERS/ Fabrizio Bensch
    Oriente Médio e África
    URL curta
    19160
    Nos siga no

    Veículos alemães publicaram informações filtradas pela inteligência do país que alegam que a Arábia Saudita, Kuwait e Catár forneceram apoio financeiro a grupos extremistas na Alemanha.

    Jornais como Süddeutsche Zeitung, NDR y WDR informaram sobre o aumento do número de adesões ao salafismo radical na Alemanha, advertindo que esta ideologia já possui mais de 10 mil seguidores no país. 

    O Serviço Federal de Inteligência da Alemanha (BND) e a Oficina Federal de Proteção à Constituição acusam os países do Golfo Pérsico de financiar mesquitas, escolas religiosas e  pregadores islâmicos que propagam o islamismo fundamentalista. Enquanto isso, a chanceler alemã Angela Merkel pediu a proibição da burca em qualquer lugar do país "onde seja legalmente possível". 

    A informação foi divulgada uma semana depois de o governo alemão ter proibido o grupo missionário islâmico Die Wahre Religion, ligado a mais de 140 extremistas terroristas do Daesh (Estado Islâmico). 

    Mais:

    Impressão digital do suspeito do atentado em Berlim é achada no caminhão
    Polícia de Berlim troca suspeito do atentado
    Vice-premiê tcheco culpa Merkel pelo atentado em Berlim
    Tags:
    salafistas, islã, extremismo, religião, terrorismo, islamismo, Kuwait, Riad, Catar, União Europeia, Arábia Saudita, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar