18:15 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Jovens migrantes se aquecem em torno de um braseiro no campo de migrantes de Grande-Synthe, perto de Dunkirk, em 20 de janeiro de 2016, onde vivem cerca de 2.500 migrantes e refugiados, na sua maioria curdos iraquianos e sírios

    Tropas curdas conquistam o controle de 3 bairros de Aleppo

    © AFP 2018 / PHILIPPE HUGUEN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 80

    No âmbito das operações do exército governamental sírio nos distritos orientais de Aleppo, as forças democráticas da Síria, compostas por unidades de autodefesa de curdos YPG, também estão desenvolvendo ofensiva contra posições jihadistas.

    Um dos representantes do Conselho das Forças Democráticas da Síria, Ahmet Hisso, contou ao correspondente da Sputnik Turquia sobre uma operação que está sendo realizada na cidade de Aleppo. Segundo ele, nos últimos dias, confrontos no centro de Aleppo estão mais sérios.

    "Unidades de autodefesa popular, que fazem parte das Forças Democráticas da Síria e militares do Jaish al-Thuwar [grupo afiliado ao YPG], demonstram progresso significativo na luta contra os militantes do Exército Livre da Síria e outros grupos jihadistas. Como resultado, fomos capazes de vencer em vários bairros da cidade. Moradores do bairro de Mustambasa solicitaram por proteção para as unidades de autodefesa popular, para o Exército Revolucionário e para Jaish al-Thuwar."

    Ele adicionou, que em resposta, foi realizada uma operação, responsável pelo salvamento dos civis que vivem no bairro. No bairro de Huluk, as nossas forças também conseguiram retomar o controle de várias posições. Nós estamos realizando operações de resgate de civis, que estão em uma posição difícil por estarem bloqueados em uma área particular. Cerca de 6 mil civis — de diferentes áreas — estão abrigados no bairro de Sheikh Maksut, controlado por nós. Eles estão precisando de ajuda adicional. Os civis continuam fugindo para áreas mais seguras", disse ele.

    Hisso aclamou pela prestação de assistência humanitária aos civis que estão abrigados nas instalações controladas pelas Forças Democráticas da Síria.

    Nos últimos meses, a situação na cidade síria de Aleppo se deteriorou bastante por causa dos intensos combates e o impedimento por parte de grupos terroristas da evacuação dos civis da região através de corredores humanitários.  Os terroristas detiveram 200 a 300 mil civis nos bairros do leste, eliminando todas as chances de eles escaparem pelos corredores humanitários, controlados pelo exército.

    No domingo (27), as tropas sírias libertaram oito bairros na zona leste de Aleppo, resultando na libertação de 2,5 mil reféns das mãos dos terroristas.

    Mais:

    'Ocidente solicita introdução de sanções pela libertação de 80 mil civis em Aleppo'
    Toda a zona leste de Aleppo está libertada dos terroristas
    Mais de 8,5 mil habitantes escapam do domínio jihadista em Aleppo
    Rússia e EUA mantêm contatos militares sobre situação em Aleppo, mas não existe acordo
    Quem são os soldados de Aleppo e qual é seu dia a dia?
    Tags:
    refugiados sírios, autodefesa, defesa, campo de refugiados, refugiados, Guerra Civil Síria, Forças Democráticas da Síria, Leste de Aleppo, Curdistão sírio, Aleppo, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik