11:39 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Tropas governamentais sírias avançam em Khan-Tuman, bairro leste de Aleppo, Síria, 25 de outubro de 2016

    Defesa da Rússia: Pausas humanitárias em Aleppo são sabotadas pela ONU

    © AFP 2017/ GEORGE OURFALIAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    52331231

    O Ministério da Defesa russo disse neste sábado (26) que não tem informações confiáveis sobre o suposto acordo das forças da oposição da Síria a respeito do fornecimento de material humanitário a Aleppo Oriental, disse o porta-voz da pasta, general Igor Konashenkov.

    Na quinta-feira (24), o assessor humanitário do enviado especial da ONU para a Síria, Jan Egeland, disse que a oposição de Aleppo Oriental havia dado seu apoio por escrito a um plano humanitário de quatro pontos da ONU para a região.

    "O Ministério da Defesa russo não tem informações credíveis sobre o suposto acordo da 'oposição armada' a respeito do fornecimento da ajuda humanitária", disse Konashenkov, acrescentando que, além das palavras de Egeland, não há evidências da prontidão da oposição síria, tampouco declarações ou documentos.

    O porta-voz do ministério destacou que a Rússia está pronta para apoiar todas as iniciativas, "não só das Nações Unidas", sobre a entrega de ajuda humanitária para "Aleppo Oriental, bem como para outras áreas na Síria".

    Além disso, o porta-voz afirmou que a Rússia tem repetidamente introduzido as chamadas pausas humanitárias em Aleppo, mas que todas as vezes elas foram sabotadas por falta de iniciativa dos representantes das Nações Unidas e por ações de terroristas.

    "A Rússia tem repetidamente introduzido pausas humanitárias em Aleppo por períodos variados, mas a cada vez elas foram sabotadas por duas razões: a relutância dos representantes das Nações Unidas em prestar ajuda humanitária e a suposta ignorância dos terroristas quanto aos acordos de evacuação de civis de Aleppo", declarou Konashenkov.

    Mais:

    Militantes em Aleppo atacaram civis com gás mostarda, dizem especialistas militares russos
    Moscou: novos civis conseguem deixar Aleppo em segurança
    Enviado Especial da ONU: Aleppo oriental pode ser destruída até final de dezembro
    Tags:
    oposição, ajuda humanitária, Ministério da Defesa, Igor Konashenkov, Síria, Aleppo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik