02:40 07 Março 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Ofensiva de Mossul (96)
    0 31
    Nos siga no

    As forças de segurança iraquianas repeliram o ataque do grupo terrorista Daesh na província de Kirkuk, situada no norte do Iraque, na sexta-feira (21), informa a mídia local.

    As forças de segurança iraquianas repeliram o ataque do grupo terrorista Daesh na província de Kirkuk, situada no norte do Iraque, na sexta-feira (21), informa a mídia local.

    "Eles [militantes do Daesh] seguiram em direção à sede policial, mas a polícia os repeliu e os eliminou. Os corpos deles continuam lá. Eles não chegaram a invadir nenhum posto policial ou departamento do governo", comunicou o governador de Kirkuk, Najmaldin Karim, citado pelo jornal Rudaw.

    Informa-se que na sequência dos confrontos com as forças de segurança, seis militantes foram mortos. A polícia aconselhou os civis para permaneceram em suas residências até que a situação se normalize.

    Antes, no mesmo dia, o site PressTV informou que o Daesh (organização proibida na Rússia) atacou vários pontos em Kirkuk. Segundo fontes oficiais, o ataque resultou em 16 mortes.

    Kirkuk é uma província iraquiana localizada a cerca de 170 quilômetros de Mossul, considerada um dos maiores baluartes do Daesh no Iraque.

    Em 17 de outubro, o primeiro-ministro iraquiano, Haider Abadi, anunciou o início da operação militar para libertar Mossul das mãos do Daesh. Segundo a mídia local, cerca de 30 mil soldados iraquianos e 4 mil efetivos das unidades peshmerga participam da operação, apoiada pela coalizão internacional liderada pelos EUA, que realiza ataques aéreos.

     

    Tema:
    Ofensiva de Mossul (96)

    Mais:

    Terroristas do Daesh planejam lançar bombas com escorpiões vivos em Mossul
    'Libertação de Mossul pode levar a Terceira Guerra Mundial'
    Vitória sobre Daesh em Mossul poderia compensar para os EUA a derrota em Aleppo?
    Tags:
    ofensiva, mortos, sede, polícia, ataque, Daesh, Kirkuk, Mossul, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar