00:23 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira do Daesh perto do bastião dos jihadistas em Manbij no norte da Síria

    Daesh liberta dois mil civis utilizados como escudos humanos

    © AFP 2018 / DELIL SOULEIMAN
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 31

    Militares do grupo terroristas de Daesh libertaram centenas de civis usados como escudos humanos durante o recuo da zona de combate no norte da Síria.

    Recuando após a derrota na cidade de Manbij na sexta-feira (12), os militantes tomaram como reféns cerca de dois mil moradores da cidade, incluindo mulheres e crianças, que foram usados como escudos humanos contra ataques aéreos da coalizão internacional liderada pelos EUA.

    No sábado, os terroristas libertaram as pessoas, segundo a agência France Presse que cita as Forças Democráticas da Síria (aliança da oposição armada que inclui curdos e combate o Daesh).

    Antes, a aliança anunciou a recuperação da cidade de Manbij que fora ocupada pelos terroristas em 2014. Segundo a AFP, a forças restantes do grupo terrorista recuaram para a cidade de Jarabulus, na fronteira com a Turquia.

    Segundo o Pentágono, Manbij era um ponto estrategicamente importante para terroristas já que a via de abastecimento da “capital” do Daesh, Raqqa, passava pela cidade.

    Mais:

    EUA confirmam morte de líder regional do Daesh no Afeganistão
    Bomba: EUA reconhecem exagero sistemático de seus êxitos contra Daesh
    Tags:
    Daesh, Manbij, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik