23:20 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis S-300

    Irã está interessado em armas modernas russas

    © Sputnik / Pavel Lisitsyn
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2182

    Teerã está interessada em compra de novos tipos de armas mais modernas produzidas pela Rússia, afirmou nesta sexta (12) à RIA Novosti, Levan Dzhagaryan, embaixador russo no Irã.

    "Cooperação técnico-militar entre Moscou e Teerã baseia-se nos princípios de igualdade, benefício mútuo e que não busca destruir outros países. Como de costume, o Irã está interessado na compra de armas mais modernas de produção russa", disse Dzhagaryan.

    Segundo ele, o equipamento militar fornecido ao Irã "serve exclusivamente para fins defensivos e não representa uma ameaça de quebra do equilíbrio militar na região".

    O diplomata também lembrou que "a cooperação técnico-militar entre Rússia e Irã se baseia na conformidade com as normas existentes da legislação russa, das obrigações internacionais do país e das resoluções do Conselho de Segurança da ONU contra o Irã".

    O embaixador russo também contou que as forças armadas russas e iranianas estão cooperando na resolução do conflito na Síria e Moscou espera que os esforços conjuntos com Teerã ajudem a estabilizar a situação no país, devastado pela guerra.

    "A Rússia e o Irã estão cooperando sobre a questão síria. Como você sabe, nossos países são membros do Grupo Internacional de Apoio à Síria, no âmbito do qual, estabelecemos contatos de confiança com parceiros iranianos. Além disso, os vice-ministros das Relações Exteriores dos dois países realizam regularmente consultas bilaterais sobre o Oriente Médio", concluiu Dzhagaryan.

    Respondendo à pergunta sobre a reclamação de Teerã contra Moscou sobre entrega de sistemas antiaéreos S-300, o embaixador russo disse que a questão foi retirada de pauta.

    "A retirada da pauta sobre a entrega dos sistemas S-300 foi discutida várias vezes pelas autoridades da Federação Russa e agora está fora da agenda", disse ele.

    ​Na segunda-feira (8), o vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, disse que a Rússia entregou ao Irã a metade do número total de sistemas de mísseis antiaéreos russos S-300, previstos pelo contrato. Mais cedo, o chefe da estatal russa Rostec, Sergei Chemezov, informou que a Rússia pretende concluir a entrega dos S-300 ao Irã até o final do ano.

    O contrato de fornecimento dos S-300 ao Irã foi assinado em 2007. No entanto, a sua realização foi suspensa em 9 de junho de 2010 devido à resolução do Conselho de Segurança da ONU, que proibiu a entrega ao Irã de armas avançadas, incluindo mísseis e sistemas de mísseis. Em abril do ano passado, o presidente russo, Vladimir Putin revogou a proibição de fornecimento de S-300 ao Irã.

    Em maio, o vice-chefe da Rostec, Nikolai Volobuev, comunicou à RIA Novosti que o Irã retirou sua reclamação sobre os S-300.

    Mais:

    Rússia não fornecerá caças e tanques ao Irã
    Ex-chefe do MI6: Rússia e Irã lideram nas negociações sírias
    Washington tem medo da aliança entre Rússia, Turquia e Irã
    Tags:
    consultas, sistemas de mísseis, reclamação, entrega, mísseis, cooperação militar, S-300, Rostec, Conselho de Segurança da ONU, Sergei Chemezov, Dmitry Rogozin, Teerã, Oriente Médio, Irã, Síria, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik