16:48 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Chamas de gás ardendo no campo petrolífero na província iraniana de Cuzistão

    Irã aumenta reservas de petróleo em 25%: qual seria o próximo passo?

    © AP Photo / VAHID SALEMI
    Análise
    URL curta
    6250
    Nos siga no

    No domingo (10) o presidente do Irã Hassan Rouhani anunciou a descoberta de uma nova reserva de petróleo com 53 bilhões de barris, na província de Cuzistão.

    O ministro iraniano do Petróleo, Bijan Zangeneh, disponibilizou mais informações ontem (11) sobre a descoberta do novo campo petrolífero, afirmando que este é o segundo maior campo no país depois do Ahvaz e que, segundo estimativas, contém aproximadamente 65 bilhões de barris.

    Durante a apresentação multimídia acompanhada por um mapa, o ministro do Petróleo esclareceu que, durante anteriores explorações, desde 2016, no campo petrolífero na província de Cuzistão foram descobertos 31,3 bilhões de barris, o que, adicionando os recém-descobertos 22,2 bilhões, totaliza os 53,5 bilhões.

    "Este é um dos maiores campos petrolíferos alguma vez descobertos na história da indústria petrolífera no Irã", disse Zangeneh, afirmando que os 22 bilhões de barris descobertos agora estão localizados em uma camada mais abaixo das reservas anteriormente encontradas. O novo campo petrolífero se estende ao longo de um vasto território de 2.400 quilômetros quadrados perto da fronteira iraquiana.

    Vitória contra pressão dos EUA

    Segundo o ministro iraniano, a exploração dos novos campos de petróleo requer "tecnologias de ponta", e a nova descoberta é uma importante vitória frente à forte pressão dos EUA contra a indústria petrolífera do país persa.

    A nova descoberta fez com que as reservas iranianas, que já estão entre as maiores do mundo, aumentassem em 25%, chegando a 210 bilhões de barris.

    Consequências da nova descoberta

    Os analistas ocidentais não tiveram pressa em comentar as implicações que a descoberta poderá ter nos mercados mundiais de energia, talvez porque a importância do Irã como um dos principais exportadores de óleo esteja diminuindo ao longo do último ano e meio.

    O especialista em mercados de petróleo e professor de economia da European Business School, Mamdouh Salameh, destacou a importância de esclarecer que a cifra de 53 bilhões de barris não significa que Irã seja capaz de extrair e vender toda essa quantidade.

    "A média do fator da recuperação global [de petróleo] é de 34%-35%, significando que somente 18-18,5 bilhões de barris podem ser comprovados na melhor das circunstâncias", explicou Salameh.

    Técnico de petróleo iraniano verifica as instalações do separador de óleo no campo petrolífero de Azadegan, perto de Ahvaz, Irã (imagem referencial)
    © AP Photo / Vahid Salemi
    Técnico de petróleo iraniano verifica as instalações do separador de óleo no campo petrolífero de Azadegan, perto de Ahvaz, Irã (imagem referencial)

    "Um exemplo disso pode ser o campo petrolífero iraniano de Azadegan, cujas reservas foram avaliadas em mais de 25 bilhões de barris quando foi descoberto há 20 anos e acabou por ter apenas 5-6 bilhões de barris de reservas recuperáveis. A exploração do campo devia ter começado em 2012, no entanto ele continua por explorar", afirmou.

    De acordo com o especialista, ao contrário das alegações da mídia ocidental, as sanções dos EUA contra o Irã não tiveram sucesso em impedir as exportações petrolíferas do país persa. No seu ponto vista, a política de sanções dos EUA foi um "fracasso total".

    "China, Índia e Turquia, que absorvem 66% das exportações iranianas de petróleo, não pararam de comprar óleo iraniano nem por um minuto, pelo contrário aumentando os volumes. A União Europeia, que representava 20% das aquisições do petróleo antes da introdução das sanções, continua comprando petróleo ao Irã, embora a um nível reduzido", esclareceu Salameh.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    EUA irão tomar medidas se petroleiro iraniano tentar entregar petróleo à Síria, adverte Pompeo
    Irã descarta negociar programa de mísseis e deseja aumentar vendas de petróleo
    Irã revela projeto de oleoduto para exportar petróleo sem passar pelo estreito de Ormuz
    Tags:
    sanções, EUA, campo de petróleo, petróleo, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar