19:18 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos no Afeganistão (foto de arquivo)

    Analista: tropas dos EUA podem ser tratadas como terroristas devido à política de Trump

    © AFP 2019 / Johannes EISELE
    Análise
    URL curta
    3140
    Nos siga no

    Designar a Guarda Revolucionária Iraniana de terrorista pode colocar as tropas americanas em risco, já que agora os iranianos podem também tratá-las como terroristas e não como militares, caso estes sejam capturados, explica analista.

    "A abordagem será muito diferente […] os soldados americanos podem vir a ser tratados como terroristas e não como soldados de um exército [estatal]", afirma o jornalista e escritor do Oriente Médio Ali Rizk.

    Para Vladimir Sazhin, pesquisador do Instituto de Estudos Orientais da Rússia, o terrorismo é considerado crime na lei iraniana e, como tal, "o Irã poderia tomar medidas mais duras, incluindo prisão e subsequente julgamento".

    De acordo com o jornal New York Times, alguns líderes militares e da inteligência dos EUA se opuseram à decisão da Casa Branca de acrescentar o Corpo dos Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) à lista de organizações terroristas estrangeiras, pois acreditam que isso pode afetar a segurança das tropas americanas no Oriente Médio.

    Como resposta, Teerã decidiu adotar uma ação similar contra Washington e incluiu o país na lista de Estados patrocinadores do terrorismo, tendo classificado o Comando Central das Forças Armadas dos Estados Unidos, conhecido como CENTCOM, como terrorista.

    O especialista Vladimir Sazhin acredita que estas ações são um pretexto para impulsionar campanhas de propaganda contra o outro, considerando as medidas como continuação da "Guerra Fria de 40 anos entre o Irã e os EUA".

    Para Rizk, o presidente norte-americano Donald Trump não está disposto a se envolver em ações militares contra Teerã, mas seus assessores, o secretário de Estado Mike Pompeo e o conselheiro de Segurança Nacional John Bolton, "têm uma obsessão com o Irã".

    Na opinião do jornalista, se Trump permitir que Pompeu e Bolton "o arrastem nessa direção", isso poderia levar a um "erro de cálculo" e a um "cenário potencialmente catastrófico".

    A opinião do especialista pode não necessariamente coincidir com a da redação da Sputnik

    Mais:

    Guarda Revolucionária do Irã aumentará capacidade ofensiva após 'passo ridículo' dos EUA
    Declarar Guarda Revolucionária como terrorista permite que EUA iniciem guerra contra Irã?
    Irã classifica EUA como 'Estado patrocinador do terrorismo'
    Iraque se aproxima do Irã e promete controle rígido da presença militar dos EUA no país
    Tags:
    soldados, tropas, Guarda Revolucionária do Irã, Exército dos EUA, Donald Trump, Oriente Médio, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar