19:36 22 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Soldados americanos se reúnem em campo de treinamento militar na cidade fronteiriça de Paju, Coreia do Sul, em 7 de março de 2017

    Especialista iraniano desvenda mito sobre invencibilidade do poder militar dos EUA

    © AFP 2019 / JUNG Yeon-Je
    Análise
    URL curta
    21568

    O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (IRGC, na sigla em inglês) anunciou ter assumido o controle sobre drones americanos que sobrevoam o território sírio e iraquiano e extraído informações exclusivas deles.

    "De sete a oito drones que faziam voos constantes sobre a Síria e o Iraque estão sobre nosso controle. Nós monitoramos a inteligência deles e pudemos obter informação deles em primeira mão", disse o comandante das forças aeroespaciais do IRGC, Amir Ali Hajizadeh.

    Além disso, também foi publicado um vídeo mostrando os americanos destruindo um drone MQ-9 Reaper a 10 km de sua base, e sobre terceiros assumindo o controle do aparelho.

    O especialista militar iraniano Hassan Shemshadi disse à Sputnik que este caso revela mais uma vez o mito da invulnerabilidade, da excelência e grandeza do poder militar americano.

    "Apesar da declaração de Amir Ali Hajizadeh ter sido feita agora, o Irã já conduziu manobras semelhantes em várias ocasiões", disse o perito, adicionando que em anos anteriores,"quando a Força Aérea dos EUA operava na região [Síria, Irã e Afeganistão] e seus drones de espionagem manobravam constantemente perto das fronteiras do Irã, especialistas da divisão aeroespacial do IRGC monitoravam meticulosamente todos os movimentos desses drones e possuíam informações completas e precisas sobre suas rotas, objetivos e  natureza de suas atividades de inteligência".

    Para Shemshadi, que também é correspondente de guerra na Síria e Iraque, as Forças Armadas do Irã decidiram tornar públicas essas manobras para "mostrar como são falsas as declarações dos EUA sobre a superioridade do seu equipamento de reconhecimento supostamente impenetrável, que [alegadamente] não pode ser apreendido ou controlado por ninguém".

    O correspondente recorda que, alguns anos atrás, especialistas iranianos conseguiram criar um análogo de um drone americano espião, após antes terem capturado e estudado em detalhes um destes aparelhos.

    Isso foi um duro golpe na reputação da Força Aérea norte-americana, que havia declarado a invencibilidade da sua tecnologia de combate, conta o analista.

    "Além do mais, no ano passado, o comando do IRGC também publicou um vídeo no qual ficou claro que os [iranianos] estavam rastreando drones americanos que acompanhavam os combatentes do Daesh [grupo terrorista proibido na Rússia e em vários países] na Síria e no Iraque e lhes forneciam apoio logístico. Portanto, esta publicação nos mostra principalmente o progresso técnico, capacidades e profissionalismo do jovem Exército iraniano", afirmou Shemshadi.

    "Para esconder os fracassos que estão sofrendo na região, ou para esconder o poder e o profissionalismo dos oficiais do IRGC, os EUA recorrem a vários truques e técnicas, inclusive na mídia. Hoje, os hackers mais poderosos estão nos EUA. E quando perdem ou são derrotados por jovens e talentosos especialistas iranianos […] declaram deliberadamente que foi feito um ataque por hackers iranianos ou especialistas contratados pelo IRGC".

    "Eles [americanos] não esperavam que houvesse quem pudesse impedir suas atividades de espionagem e ter acesso às suas informações, incluindo o gerenciamento de drones […] O Irã, representado pelo IRGC, mais uma vez provou que os EUA não são a maior potência do mundo com força militar e a melhor tecnologia. O IRGC mostrou que o superequipamento americano, suas táticas militares e atividades de inteligência são vulneráveis e imperfeitas", concluiu Shemshadi.

    O ponto de vista expresso pelo autor do artigo não reflete necessariamente a opinião da Sputnik.

    Mais:

    Poder naval: Irã manterá sua presença em alto-mar, diz comandante militar
    Mídia: Rússia usaria base americana na Polônia para aumentar seu poder militar
    O que relatório do Pentágono realmente revela sobre poder militar da China?
    Tags:
    vulnerabilidade, potência militar, drones, Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Amir Ali Hajizadeh, Irã, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar