23:29 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Míssil balístico intercontinental Minuteman 3 sendo lançado durante teste operacional, na base aérea americana de Vandenberg, nos EUA

    Especialista alemão avalia chances de EUA repelir ataque nuclear russo

    © AP Photo / Força Aérea dos EUA
    Análise
    URL curta
    13283
    Nos siga no

    O especialista em desarmamento Jürgen Altman, da Universidade Técnica de Dortmund (Alemanha), afirmou que, em caso de um conflito em grande escala, os EUA não serão capazes de repelir um ataque nuclear maciço da Rússia, escreve o Deutschlandfunk.

    Em relação a isso, o analista alemão comentou os planos do presidente norte-americano Donald Trump de modernizar o sistema de defesa antimísseis dos EUA, colocando no espaço dispositivos não tripulados especiais que poderiam proteger o país de um ataque nuclear.

    Para Altman, os militares americanos estão enganados ao acreditar que é possível se defender dos mísseis criando um "escudo", pois seus mísseis interceptadores têm apenas 10% de chance de derrubar um míssil russo.

    Segundo o analista, aumentar o número de mísseis interceptores no Alasca poderia ajudar a evitar um ataque do Irã ou da Coreia do Norte, mas não uma investida nuclear maciça da Rússia.

    A edição ainda escreve sobre a crítica de Altman quanto aos planos de Washington de usar armas antimísseis no espaço, capazes de derrubar satélites.

    "Esta é uma ideia antiga e fracassada ainda do tempo da presidência de Reagan de criar forças espaciais", disse Altman, ressaltando que a Rússia não deve deixar tais medidas americanas sem resposta.

    Se começarmos a ter exércitos espaciais, a situação no mundo poderia se agravar, uma vez que um pequeno erro computacional poderia ocasionar uma guerra a nível global, de acordo com o especialista.

    Em conclusão, Altman pede que os EUA se abstenham de tais ações provocativas, destacando que a ideia de colocar armas no espaço, na esperança de se defender de um possível ataque de outro Estado, é apenas uma ilusão.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Relatório do Pentágono sobre defesa antimísseis destacará potenciais adversários dos EUA
    Dentre os maiores problemas da Marinha dos EUA está o caça F-35, aponta relatório
    Relatório do Pentágono pode pôr em risco compras turcas de caças F-35
    Tags:
    defesa antimísseis, conflito armado, ataque nuclear, Donald Trump, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar