01:42 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Estudantes engrossam manifestações contra reformas

    Deputada denuncia ao Parlamento Europeu ‘ruptura democrática no Brasil’

    Tânia Rêgo/Agência Brasil/Fotos Públicas
    Análise
    URL curta
    14166

    A presidente do PCdoB – Partido Comunista do Brasil, deputada Luciana Santos, denunciou a “ruptura da democracia no Brasil” durante debate no seminário Mercosul: Democracia sob Ataque, realizado na sede do Parlamento Europeu.

    No encontro em Bruxelas, com o grupo parlamentar europeu Esquerda Unitária/Esquerda Verde Nórdica, a deputada Luciana Santos falou também sobre judicialização da política e repressão a movimentos sociais.

    De volta a Brasília, ela concedeu entrevista exclusiva à Sputnik Brasil, em que afirma que “nós vivemos um verdadeiro estado de exceção”.

    “Há dois anos vimos a interrupção de um projeto nacional e popular da primeira mulher eleita presidenta do nosso país, que teve 54 milhões de votos e foi vítima de um impeachment fraudulento, porque até hoje não se comprovou nenhum crime de responsabilidade”, afirma a parlamentar brasileira. “Hoje o que nós estamos vendo é uma continuidade disso, com o desmonte do Estado brasileiro e a entrega das riquezas nacionais”, enfatiza a deputada.

    No debate, Luciana Santos falou ainda sobre a intimidação política com o uso da violência, citando o assassinato da vereadora do PSOL, Marielle Franco, no Rio de Janeiro, e os disparos no acampamento de solidariedade ao ex-presidente Lula, em Curitiba. A deputada disse que essa tensão no quadro político gera incertezas sobre a realização das eleições em outubro.

    “Depois de um golpe, quando eles tiram Lula do páreo é exatamente para evitar que, apesar da ofensiva deles, o nosso campo ganhe pela quinta vez as eleições. Então, se a alternativa deles não vingar, não me surpreenderia se eles lançassem mão de uma saída, que é adiar o processo da eleição alegando vários fatores subjetivos. Nós defendemos a liberdade do ex-presidente Lula e a unidade do campo democrático e progressista”, ressalta a parlamentar do PCdoB.

    Em relação à saída para a crise política do país, a deputada federal Luciana Santos afirma que não há caminho que não passe pela defesa da democracia, das liberdades políticas, do equilíbrio entre os poderes e da defesa da soberania nacional.

    Tags:
    soberania, democracia, eleições presidenciais, impeachment, golpe, Parlamento Europeu, PCdoB, Lula, Dilma Rousseff, Luciana Santos, Curitiba, Brasília, Bruxelas, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik