14:45 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    5241
    Nos siga no

    A mídia norte-americana suspeitou o Pentágono de rebaixar propositadamente a eficiência dos sistemas de defesa aérea russos S-400. Analistas militares comentam a notícia e explicam por que tal tática não dará certo.

    Segundo um artigo do jornal The National Interest, o Pentágono está seguindo esta estratégia para persuadir a Turquia a não comprar os sistemas de mísseis russos S-400. Em particular, a edição citou vários funcionários estadunidenses que afirmam que os sistemas russos não foram capazes de repelir nenhum dos ataques aéreos à Síria que tiveram lugar em 14 de abril.

    Aleksei Podberezkin, analista militar e PhD em história, opina que os EUA estão tentando desacreditar os sistemas russos embora conheçam as suas caraterísticas reais e os resultados dos testes.

    "É um sistema ultramoderno, capaz de monitorar ao mesmo tempo ataques de dezenas de mísseis através de várias dezenas de canais […] a altitudes de até 30 quilômetros e com um alcance de mais de 400 quilômetros", disse o analista, acrescentando que os mísseis S-400 podem atingir uma variedade de alvos, desde mísseis de cruzeiro até mísseis balísticos de médio alcance, que começam a manobrar nas fases finais do voo.

    Segundo Podberezkin, nenhum outro sistema do mundo tem estas caraterísticas, incluindo o Patriot norte-americano, "que é obsoleto, comparado com o S-400".

    "Em princípio, não faz sentido elogiar o S-400, ele é bastante conhecido. Tentarem dizer que não é suficientemente eficiente é mera fantasia, pois há uma fila de países querendo comprar o S-400", opinou o especialista no ar do serviço russo da Rádio Sputnik.

    Outro analista militar, Igor Korotchenkov, também duvida que a estratégia do Pentágono dê certo e consiga fazer com que a Turquia mude de ideias. "O Estado-Maior turco realizou uma análise preliminar e tirou as conclusões quanto às caraterísticas excelentes do S-400", detalhou.

    Além disso, avança Korotchenko, as autoridades turcas entendem o risco que a compra de análogos estadunidenses, incluindo o sistema Patriot, pode trazer.

    "As relações entre os EUA e a Turquia não estão na melhor fase agora e duvido que melhorem mesmo que Ancara compre os Patriot. Mas, nesse caso, os Estados Unidos terão a possibilidade de desligar a qualquer momento o sistema de defesa antiaérea turco, pois as modificações introduzidas nos Patriot para exportação possibilitam desativá-los se for necessário", sublinhou Korotchenko, explicando que os sistemas estadunidenses podem ser desligados por um sinal de rádio especial que ativa certos programas do equipamento.

    Korotchenko compartilha a opinião de seu colega, considerando que o sistema S-400 russo é "a melhor opção do que existe agora no mercado internacional". Comprando os sistemas russos, a Turquia terá garantias de que seu sistema de defesa antiaérea será controlado pelo comando militar turco, concluiu.

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Secretário-geral da OTAN comenta compra dos sistemas russos S-400 pela Turquia
    Por que Pentágono critica sistemas antiaéreos russos?
    Tags:
    sistema de mísseis, defesa aérea, Patriot, S-400, Turquia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar