05:49 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça russo MiG-31

    Para analista militar, novas armas russas são feitas para repelir adequadamente ameaças

    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Análise
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (46)
    8151

    Recentemente o Ministério da Defesa russo fez várias declarações sobre as novas armas russas. Assim, foi anunciada a produção em série do sistema Avangard e foram revelados alguns detalhes sobre as capacidades dos mísseis Kinzhal.

    Ontem (11) foi divulgado um vídeo do lançamento bem-sucedido de um míssil Kinzhal. Estes mísseis hipersônicos, segundo destacou o vice-ministro russo da Defesa Yuri Borisov, são capazes de atacar porta-aviões, destróires e cruzadores.

    Além disso, o vice-premiê russo Dmitry Rogozin destacou que os caças interceptadores russos MiG-31 foram modernizados para poderem portar estes mísseis.

    O analista militar Viktor Baranets, falando com o serviço russo da Rádio Sputnik, comentou as capacidades das novas armas russas.

    "O Kinzhal pode virar uma marca, assim como a Kalashnikov, como os S-300 e S-400, como nosso Iskander. Temos muitas armas que podem, sem exagero, ser consideradas marcas mundiais. Mas nós não somos adeptos da corrida armamentista, e de jeito nenhum aspiramos a isso. Estas armas são feitas para repelir adequadamente as múltiplas ameaças militares que estamos observando por toda a parte: no ocidente, sul e oriente", explicou.

    Como acrescentou Baranets, por enquanto, não se trata de exportações, embora o Kinzhal tenha boas perspectivas nesta área. Segundo opinou o analista, muito provavelmente nos próximos 2-3 anos, quando a Força Aeroespacial russa for equipada com estes mísseis, será possível falar da exportação.

    No entanto, prosseguiu, neste assunto a Rússia não está com pressa, pois o mais importante é cuidar do exército russo, as vantagem defensivas estão em primeiro lugar.
    Segundo Viktor Baranets, o Kinzhal não tem análogos no mundo.

    "O desenvolvimento de mísseis hipersônicos de tal classe estava sendo realizado em paralelo com os EUA. Quando os americanos ultrapassaram [a velocidade] de 3 Mach, eles começaram uma publicidade mundial, no entanto, mesmo quando atingiram 5 Mach, eles enfrentaram falhas sucessivas nos testes. Quero lembrar que o nosso míssil, segundo os dados oficiais, voa mais rápido que 10 Mach [12.000 km/h]", frisou.

    Para além disso, um dos criadores do Kinzhal, disse inadvertidamente que o novo míssil russo pode voar a uma velocidade superior a 12 Mach.

    Durante o recente discurso do presidente russo, Vladimir Putin, ante a Assembleia Federal, foram exibidos vários vídeos sobre as novas armas russas, incluindo o míssil hipersônico de lançamento aéreo Kinzhal.

    Putin disse que o míssil pode superar todos os sistemas de defesa antimísseis e antiaéreos existentes e em desenvolvimento, podendo transportar ogivas nucleares ou não nucleares a distâncias de até 2.000 quilômetros.

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (46)

    Mais:

    CIA e Pentágono: próxima geração de armas russas é coisa do futuro
    Novas armas russas: senadores querem que EUA inicie diálogo com Moscou
    Analista estima quando EUA poderão criar análogos de novas armas russas
    Tags:
    míssil hipersônico, S-400, S-300, Kalashnikov, Avangard, Kinzhal, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik