18:07 28 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    11281
    Nos siga no

    Especialista militar turco disse que o assassinato do embaixador russo em Ancara estaria relacionado com a reunião dos ministros das Relações Exteriores do Irã, Rússia e Turquia sobre situação na Síria, marcada para esta terça-feira (20).

    O Embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Karlov, foi assassinado em Ancara. O incidente ocorreu na véspera de importantes reuniões entre os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Irã e Turquia sobre a Síria. A conexão do incidente com a reunião em alto nível é óbvia. Essa é a opinião do especialista militar e ex-diretor do conselho de veteranos da Turquia, Koray Gurbuz, que conversou com Sputnik Turquia.

    Gurbuz frisou a importância dos EUA não estarem participando dos encontros. "Nesta terça-feira (20) em Moscou serão realizadas reuniões trilaterais de extrema importância, com a participação de órgãos diplomáticos e militares da Rússia, Turquia e Irã. É muito importante o fato dos Estados Unidos não estarem participando, pois o país não está interessado em normalização, mas em escalada do conflito. São eles (os EUA) que armam a oposição síria e os terroristas".

    "Já Rússia, Turquia e Irã estão realmente interessados em uma paz duradoura na região. Por isso as decisões que serão tomadas amanhã são tão importantes. Todos sabem que os americanos têm seus planos para a reorganizar os Oriente Médio. Foi justamente no âmbito da realização desses planos que a região foi mergulhada no caos. É impossível encontrar um denominador comum com um ator como esse. Por isso as reuniões de Moscou são tão importantes. Ainda mais que serão realizadas na véspera do encontro de Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan em Astana. Ou seja, as reuniões em Moscou são uma espécie de plataforma preparatória. Somente os esforços conjuntos da Rússia, Turquia e Irã podem proporcionar a esperança de uma breve solução do conflito sírio e de um destino pacífico para a região.

    Ao comentar o assassinato do embaixador da Rússia na Turquia, o interlocutor da agência destacou que os eventos de segunda-feira e de terça podem estar relacionados. "Hoje o embaixador da Rússia em Ancara, Andrei Karlov, sofreu um ataque armado. Está sendo divulgada a informação de que um grupo terrorista estaria por trás do incidente. Eu considero revelador o fato do atentado ter sido realizado na véspera das reuniões de Moscou, que acontecem sem a participação do Ocidente. É possível vislumbrar uma tentativa de sabotar os contatos trilaterais em Moscou sobre a Síria. É óbvio que no Ocidente não querem que essas reuniões aconteçam. Não querem a paz na Síria. Por isso esses tipos de atentados são cometidos".

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Mais:

    Turquia impõe bloqueio midiático sobre a cobertura do assassinato do embaixador russo
    Síria: Assassinato do embaixador russo na Turquia é 'crime abominável' e 'covarde'
    Caos em Ancara após assassinato do embaixador russo (AO VIVO)
    Moscou classificou o assassinato do seu embaixador de atentado terrorista
    Confirmada a morte do embaixador da Rússia na Turquia, após ataque em Ancara
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar