01:27 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Colheita de trigo na região de Krasnodar, Rússia

    Especialista chinês: investimentos no setor agrícola russo são uma boa aposta

    © Sputnik / Vitaliy Timkiv
    Análise
    URL curta
    4171

    Especialista chinês compartilha porque à China vale a pena investir na produção agrícola e alimentícia da Rússia.

    A cooperação no setor agrícola está se tornando o plano principal das relações comerciais russo-chinesas e esta tendência só se vai reforçar, comunica o secretário-geral da Associação de Investimentos no Exterior da China (CODA em inglês) He Zhenwei.

    "A Rússia tem duas riquezas com que foi abençoada: são os recursos energéticos e as terras agrícolas. Mas enquanto os recursos energéticos não podem garantir uma renda nacional estável de longo prazo por causa da volatilidade dos preços e esgotamento gradual das reservas, a terra, ao contrário, irá sempre alimentar as pessoas. São estas vastas terras agrícolas da Rússia que podem se tornar seu ativo principal na divisão internacional do trabalho e na cooperação com a China. Os produtos alimentícios de produção russa têm boa demanda no nosso país, porque eles têm reputação de serem ecologicamente limpos e por isso benéficos para a saúde. Os representantes da classe média chinesa estão procurando com mais esforço os produtos importados porque os produtos locais não são confiáveis. Mas o problema principal para a China é a falta de terras agrícolas, as superfícies disponíveis não são suficientes para alimentar sua população de 1,3 bilhões de pessoas. Por isso a produção russa terá sucesso no mercado chinês", declarou He Zhenwei.

    Segundo o secretário-geral da CODA, existem três fatores que vão contribuir para o aumento das exportações da produção russa para a China: o fluxo dos investimentos chineses para o setor agrícola russo, a criação de redes de produção e de logística no território de ambos os países e a fama das marcas russas na China.

    A discussão destas questões se tornará o ponto principal da agenda do Fórum de Negócios russo-chinês, que vai ser realizado no dia 21 de outubro em Pequim no âmbito da oitava Feira Internacional de Investimentos Chineses (COIFair em inglês).  Paralelamente, será realizada a exibição de produtos alimentícios russos e chineses. Representantes de mais de 20 regiões russas irão visitar a capital chinesa para participar destes eventos.

    A delegação russa será encabeçada por Dmitry Mezencev, antigo secretário-geral da Organização para Cooperação de Xangai (OCX), que agora é o chefe da Associação de Amizade Rússia-China.

    Mais:

    Trator agrícola não tripulado russo torna agricultura bastante mais divertida
    Ministro da Agricultura da Síria promete ampliar exportações para Rússia apesar da guerra
    Ministro da Agricultura de Cuba vai aos EUA negociar cooperação
    Tags:
    energia, economia, investimentos, agricultura, OCX, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik