10:16 20 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Análise
    URL curta
    0 182
    Nos siga no

    A eleição para a presidência dos Estados Unidos de um representante do Partido Republicano poderá melhorar as relações entre Moscou e Washington, embora no início possa acontecer o agravamento das relações, opina um escpecialista russo.

    Sergei Oznobischev, diretor do Instituto de Estudos Estratégicos, vice-presidente da Associação Rússia-EUA, opina que um presidente republicano poderá melhorar as relações entre os EUA e a Rússia.

    Nos últimos dias nos Estados Unidos foi registrado o aumento na atividade dos potenciais candidatos à presidência dos EUA. No domingo, 12 de abril, a ex-secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton, que já foi nomeada um dos favoritos da corrida do Partido Democrata, anunciou a sua candidatura às primárias.

    Na segunda-feira (13) o senador republicano Marco Rubio confirmou os planos para tomar parte nas eleições. Anteriormente as mesmas declarações haviam sido feitas pelos representantes do Partido Republicano Ted Cruz e Rand Paul.

    "Por estranho que pareça, tradicionalmente todos os nossos avanços no campo da segurança coletiva, na redução e na limitação de armas, têm sido feitas com presidentes republicanos. Mas este fato não significa que a nossa vida com eles tenha sido fácil: o ciclo das relações com os republicanos começa frequentemente com uma deterioração das relações. Mas os republicanos são mais realistas e menos suscetíveis a abordagens ideológicas", disse o especialista russo.

    Ele fez lembrar que, quando o presidente atual dos EUA, o democrata Barack Obama, foi eleito pela primeira vez, esperava-se muito de bom no que diz respeito às relações com a Rússia:

    "Obama poderia ater alcançado um grande avanço. Ele realmente queria rever as relações com a Rússia, considerá-la um elemento importante do programa, mas nada foi realizado porque a abordagem era ideológica, porque Obama não é um presidente muito forte, e o Congresso limita-o cada vez mais".

    Segundo Oznobischev, os republicanos também têm certos princípios ideológicos, mas eles sempre foram conscientes do risco de confronto com a Rússia, do perigo de deterioração das relações:

    “Tradicionalmente, temos boas relações com os republicanos, mas não devemos esquecer que isso sempre acontece após um agravamento. Devemos estar prontos para passar por um período difícil.”

    As opiniões expressas nesta matéria podem não necessariamente coincidir com as da redação da Sputnik

    Tags:
    eleições, Ted Cruz, Rand Paul, Hillary Clinton, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar