03:01 18 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Projeto começa a ser testado em 2020 e pode mudar regulação do transporte urbano

    Nova parceria no Brasil vai levar Uber às alturas

    Uber/Divulgação
    Notícias
    URL curta
    0 22

    A Embraer anunciou acordo com a americana Uber para explorar o conceito Uber Elevate Network, que permitirá o desenvolvimento de pequenos veículos elétricos com decolagem e aterrissagem vertical, a exemplo dos helicópteros, para deslocamentos curtos de passageiros no espaço das grandes cidades.

    A parceria preliminar surgiu de um projeto do Centro de Inovação de Negócios da Embraer, com sede em Melbourne, no estado da Flórida.

    "Queremos transformar o 'aperta um botão, pega um voo' em realidade", disse Jeff Holden, executivo da empresa.

    Procurada, a Embraer não ofereceu nenhum executivo para conceder entrevista à Sputnik, mas confirmou que o projeto terá como parceiros a Aurora Flight Sciences, companhia americana fabricante de drones, e a Pipistrel, empresa eslovena de aeronaves leves. Outros parceiros já anunciados pela Uber são a americana Mooney, também de aeronaves leves, e a Bell Helicopter, que opera com veículos militares.

    Em fevereiro, a Uber contratou Mark Moore, ex-Nasa, para chefiar o projeto. A empresa planeja fazer testes em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e em Dallas (EUA) a partir de 2020 para que o serviço esteja em operação em 2023.

    Também procurada a assessoria de imprensa da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou ter tomado ciência da parceria através da mídia e que o assunto ainda não se encontra em discussão na agência, uma vez que ainda não foram realizados os primeiros testes experimentais, e que será necessária a certificação das aeronaves e do serviço.

    Mais:

    Uber é mantido no Rio por determinação da justiça
    Uber lança serviço de helicóptero no Brasil
    Tags:
    novas aeronaves, cidades, transporte aéreo, mobilidade urbana, tecnologia, Pipistrel, Mooney, Aurora Flight Sciences, Bell Helicopter, Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Uber, Embraer, NASA, Mark Moore, Jeff Holden, Brasil