12:57 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Adolescentes russos se matam depois de atirar na polícia

    Adolescentes russos atiram contra viatura policial e cometem suicídio logo em seguida

    © Foto: Maxim Thomsan Games
    Notícias
    URL curta
    217

    Dois adolescentes de 15 anos de idade, estudantes do ensino médio na cidade russa de Pskov, se esconderam em uma casa portando armas de fogo e rifles. A história trágica chegou ao fim depois que os adolescentes dispararam contra as unidades policiais e então tiraram a própria vida, dizendo que "não tinham nenhuma opção".

    Viaturas policiais na cidade russa de Pskov responderam hoje pela manhã (horário local) a uma denúncia de tiros sendo disparados contra uma propriedade residencial. Ao chegar à cena, os oficiais foram forçados a se esconderem, já que dois adolescentes escondidos no interior do edifício abriram fogo.

    As negociações duraram horas. A polícia finalmente conseguiu convencer os adolescentes a entregarem seus rifles, mas não foi suficiente: depois de invadirem o prédio, os policiais encontraram Denis e Katya, de 15 anos, mortos. Relatórios preliminares classificam a morte como assassinato-suicídio. O impasse, que durou horas, foi documentado pelos adolescentes em suas contas de mídia social: ambos postaram fotos no Instagram e até fizeram uma trasmissão ao vivo via Periscope enquanto atiravam nos policiais que chegavam do lado de fora da casa

     

    Ментовская звезда — жди меня с: Пентагон ищите дальше, я вас жду

    Um vídeo publicado por Денис Муравьев (@denismurav) em Nov 14, 2016 às 12:05 PST

    Katya e Denis supostamente tiveram uma discussão com a mãe e a avó da jovem, que terminou com Denis 'acidentalmente atirando' no quadril da mãe de Katya. Eles então se barricaram com armas, munições e rádios bidirecionais, tirando fotos e compartilhando-as no Instagram. A polícia foi chamada para a cena imediatamente depois.

     

    A Polícia ainda não sabem dizer se os adolescentes tinham planos de cometerem suicídio desde o início. Por enquanto, a única pista é um post escrito por Denis no VK, uma rede social popular na Rússia.

    "Eu amei todos vocês. Mas vocês estragaram minha mente e minha vida, e nem perceberam. Adeus a todos — meus amigos, meus conhecidos, minha família. Não se preocupem, vou partir com estilo", escreveu o adolescente na manhã de hoje.

    A mídia local sugeriu que os adolescentes, que estavam namorando há pouco mais de 6 meses, tiveram problemas com autoridades em várias ocasiões. Durante transmissão ao vivo do Periscope, Katya repete seguidamente "não temos nenhuma opção" e Denis responde com "se não nos rendemos, morremos. Mas se nos rendermos, nunca mais nos veremos".

    Ao final do vídeo, porém, os dois adolescentes alegam terem rendido todas as suas armas, e perceberam que o suicídio não é uma opção.

    A polícia está trabalhando com as famílias das vítimas, tentando entender o que levou esses dois jovens a se matarem.

    Mais:

    Confirmada tentativa de suicídio de transexual Chelsea Manning, ligada a WikiLeaks
    Ferrovia perto de Donetsk pode ter sido alvo de sabotagem por grupo de adolescentes
    Tags:
    Pskov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik