16:45 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária para votar a Denúncia 1/2016, que trata do julgamento do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Roussefff

    'Discurso de Dilma no Senado não mudou opinião dos senadores'

    Edilson Rodrigues/Agência Senado
    Notícias
    URL curta
    412702

    "Não acredito que alguém tenha mudado de opinião ou firmado opinião a favor de Dilma ao ouvir aquele discurso". O comentário é do cientista político Ricardo Ismael, professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC), do Rio de Janeiro, falando com exclusividade à Sputnik Brasil.

    "Para mim", diz Ismael, "a fala de presidente afastada evidenciou que ela foi incapaz de reconhecer os erros que cometeu e de como a sua gestão foi falha na administração dos graves problemas do Brasil. Para mim, o resultado do julgamento está consolidado, e acredito que teremos de 59 a 61 votos pelo afastamento definitivo de Dilma Rousseff da Presidência da República."

    O cientista político afirma ainda que "Dilma Rousseff perdeu as condições de governabilidade. Ela cometeu vários erros na condução da política econômica e na gestão das empresas estatais, e cometeu os crimes de responsabilidade pelos quais está respondendo perante o Senado Federal."

    Do ponto de vista político, Dilma está isolada, diz Ricardo Ismael:

    "Nem mesmo no seu grupamento político, o Partido dos Trabalhadores, a Presidente Dilma Rousseff encontra mais apoio. Basta dizer que recentemente a direção nacional do PT a desautorizou a levar avante a proposta de realização de um plebiscito no qual a população diria se concorda com a proposta de uma eleição presidencial extraordinária e antecipada."

    Mais:

    Protestos contra impeachment bloqueiam ruas em São Paulo
    Impeachment: Acusação e defesa de Dilma se enfrentam no Senado antes da votação final
    Manifestantes contra impeachment na Paulista são reprimidos pela PM
    Tags:
    discurso, defesa, julgamento, impeachment, PT, Ricardo Ismael, Dilma Rousseff, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik