20:26 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Polícia de Assuan fica de prontidão após atentado contra delegacia

    Atentado em frente a delegacia mata duas pessoas no Egito

    © AP Photo/ Eman Helal
    Notícias
    URL curta
    0 11

    Os ataques a policiais egípcios se tornaram constantes no país após a saída do ex-presidente Mohamed Mursi.

    Uma bomba explodiu em frente a uma delegacia de polícia em Assuan, no sul do Egito, neste domingo, 1º de março. O atentado matou duas pessoas e deixou outras cinco feridas. O explosivo estaria, segundo as investigações iniciais, em um transformador elétrico que ficava na frente da unidade policial.

    A explosão aconteceu cinco dias após o presidente Abdul Fatah al Sisi ter sancionado uma lei para combater e proibir os grupos terroristas. Os ataques contra os agentes da lei no Egito aumentaram após a saída do ex-presidente Mohamed Mursi, em 2013.

    A situação mais tensa é observada na península do Sinai do Norte, onde os ataques de militantes e atos de retaliação ocorrem quase diariamente.

    Mais:

    Egito condena a prisão perpétua líder da Irmandade Muçulmana
    Mídia: Egito pede à ONU que aprove resolução para intervenção na Líbia
    Forças Aéreas do Egito e Líbia devem atacar posições do EI dentro de poucas horas
    Tags:
    Mohammed Morsi, Abdul Fatah al Sisi, Península do Sinai, Assuan, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik