21:00 23 Março 2017
Ouvir Rádio
    Rodovia Anchieta, São Bernardo do Campo, SP

    Carnaval de 2015 teve menor índice de mortes em estradas federais dos últimos 8 anos

    Alexandre Moreira / Brazil Photo Press / Estadão Conteúdo
    Notícias
    URL curta
    Geórgia Cristhine
    0 6511

    Balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal aponta que o feriado do Carnaval 2015 foi o que apresentou os menores índices de acidentes, mortos e feridos registrados nos últimos 8 anos nas estradas federais que cortam o Brasil, apontando uma redução de 22% na quantidade de acidentes, 28% na taxa de mortos e 18% na taxa de feridos.

    Durante os cinco dias de feriado prolongado foram registrados 2.785 acidentes, 120 mortos e 1.786 feridos nas rodovias federais. De acordo com a PRF, houve 1,89 morte para cada grupo de um milhão de automóveis em 2014. Em 2015, essa taxa ficou em 1,37. 

    Segundo o Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, os números positivos são atribuídos ao aumento da fiscalização nas estradas e principalmente ao aperfeiçoamento da lei que coíbe a mistura álcool e direção. “Tivemos o carnaval menos letal dos últimos oito anos e nós atribuímos isso, em larga medida, à mudança de fiscalização feita pela Polícia Rodoviária Federal e outras situações que foram desenvolvidas ao longo deste período, como o próprio aperfeiçoamento da lei que trata do alcoolismo ao volante. Esse resultado superou nossas expectativas; e pretendemos continuar aperfeiçoando o trabalho”.

    José Eduardo Cardoso ainda ressaltou que, para que as ações e os resultados efetivos continuem, o Governo Federal vai autorizar a nomeação de novos policiais rodoviários federais aprovados em concurso público. “E, até para que isso continue, o Governo Federal autorizou a nomeação de 421 novos policiais rodoviários federais, que já estão treinando na Academia da Polícia Rodoviária Federal, e que portanto poderão ter utilização em curtíssimo espaço de tempo. A nossa ideia é cada vez mais fortalecermos a Polícia Rodoviária Federal, aperfeiçoarmos a sua gestão, e fazermos com que cada vez mais famílias brasileiras, após feriados como esse do Carnaval, chorem menos e possam viver a vida de maneira melhor”.

    Ainda de acordo com o balanço da Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal, mesmo com a fiscalização muitos motoristas ainda insistiram em dirigir alcoolizados e tiveram a viagem interrompida pelos agentes.

    A PRF realizou mais de 85 mil testes do bafômetro, tendo 372 deles resultado na prisão do condutor, outros 2.006 foram multados em R$1.915,40, além do recolhimento da habilitação e a retenção do veículo. 

    O balanço da PRF aponta que durante o feriado um motorista alcoolizado nas rodovias federais foi retirado de circulação a cada quatro minutos e meio.

    Neste ano, o Estado de Minas Gerais, que tem a maior malha rodoviária do Brasil e que costuma ter um histórico de altos índices de ocorrências nos feriados de Carnaval, registrou queda de 47% na taxa de mortos. Já os Estados da Bahia e Paraná, que também são considerados críticos no período das festas de Momo, apresentaram os índices de mortes reduzidos, com quedas de 39% e 67%, respectivamente.

    A operação Carnaval 2015 foi realizada entre os dias 13 e 18 de fevereiro, e este ano foi inserida na segunda etapa de uma fiscalização mais abrangente, chamada Operação Integrada Rodovida, reunindo a Casa Civil, Ministérios da Justiça, Saúde, Cidades, Transportes e os órgãos estaduais e municipais, com o objetivo de reduzir a violência no trânsito. A Operação Rodovida direciona as fiscalizações para aquelas condutas responsáveis por elevados índices de letalidade no trânsito, focando na embriaguez ao volante, no excesso de velocidade, nas ultrapassagens proibidas e na falta do capacete.

     

     

    Tags:
    acidentes, carnaval, Ministério da Justiça do Brasil, Polícia Rodoviária Federal do Brasil, José Eduardo Cardozo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik