Jair Bolsonaro (dir.) e Fernando Haddad (esq.) durante votação no primeiro turno

Haddad ataca Bolsonaro: 'eu sou professor, não capitão expulso do Exército'

© REUTERS / Ricardo Moraes/Paulo Whitaker
Notícias
URL curta
293613

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, criticou o seu adversário no segundo turno das eleições, Jair Bolsonaro (PSL), pelas suas declarações de incitação à violência.

Em entrevista à rádio Bandeirantes nesta segunda-feira (15), Fernando Haddad disse ser um professor, e não "capitão expulso do Exército". 

“Você nunca vai ouvir da minha boca uma expressão como 'é era de metralhar os bolsonaristas' como ele [Jair Bolsonaro] falou no Acre. Eu sou professor, não capitão expulso do Exército”, afirmou o presidenciável. 

Haddad também falou sobre o papel do educação no âmbito do Dia do Professor, celebrado neste 15 de outubro. 

“Quando você entra em uma sala de aula, você não pergunta se o aluno é corinthiano ou torce pro Bahia, se ele é judeu ou muçulmano, se é preto ou branco. Você apenas se doa. Se doa para que as pessoas aprendam e se desenvolvam. Essa é a missão de vida de um professor”, afirmou. 

Mais:

Haddad sobre Bolsonaro: 'Não tem qualificação nem para ser vereador'
Especialista em milícias comenta plano de segurança pública de Bolsonaro e Haddad
Bolsonaro x Haddad: o que a América Latina deve esperar de cada um?
Haddad diz que Bolsonaro 'humilhou os beneficiários do Bolsa Família'
Tags:
segundo turno, eleições, educação, Jair Bolsonaro, Fernando Haddad, Brasil
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik