Funcionário de uma seção eleitoral no Brasil na véspera das eleições, em 6 de outubro de 2018

Mais de 70 candidatos militares foram eleitos em todo país

© REUTERS / Adriano Machado
Notícias
URL curta
6108

Pelo menos 8% dos 961 candidatos militares conseguiram ser eleitos neste domingo, informou Agência Brasil.

Esses candidatos se destacaram em todos os estados, impulsionados por temas relativos à segurança pública e ao combate à corrupção. O capitão da reserva e candidato do PSL, Jair Bolsonaro, faz parte desses números. Ele disputará o segundo turno das eleições contra o candidato do PT e professor Fernando Haddad. 

Nos estados, o cenário tende a confirmar nomes com patentes em registros eleitorais. Três estados vão eleger, em segundo turno, o novo governador com pelo menos um militar na disputa. No Rio de Janeiro, um resultado inesperado colocou o ex-fuzileiro naval Wilson Witzel (PSC) na disputa com o ex-deputado e ex-prefeito da capital Eduardo Paes, que concorre pelo DEM. 

Além disso, há militares entre os candidatos ao governo de Rondônia e de Santa Catarina.

Segundo levantamento que considera apenas os que se declararam militares, é possível apontar pelo menos 79 nomes confirmados também para cadeiras no Congresso Nacional e nas assembleias legislativas. Entre estes, já estão asseguradas duas vagas no Senado e 22 na Câmara. Nos estados, o número passa de 60 parlamentares, informou Agência Brasil.

Mais:

Eleitor tem até 60 dias para justificar ausência em primeiro turno
Qual foi a declaração mais polêmica na disputa pela presidência?
Haddad visita Lula em Curitiba em primeiro ato de campanha do 2º turno
'A partir de agora, tudo depende de Haddad e não de Bolsonaro', opina brasilianista
Bolsonaro: 'não posso virar Jairzinho paz e amor no 2º turno'
Padrões da comunidadeDiscussão
Comentar no FacebookComentar na Sputnik