01:08 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo insólito
    URL curta
    0 121
    Nos siga no

    Para proeminente divulgador de ciência, embora ele pessoalmente pense que "os alienígenas lá fora seriam amigáveis", nós, seres humanos, "não podemos apostar nisso".

    Michio Kaku, professor de física teórica na Universidade da Cidade de Nova York, EUA, e um proeminente divulgador de ciência, alertou recentemente sobre os perigos potenciais associados às tentativas da humanidade de estabelecer contato com vida extraterrestre.

    "Em breve teremos o Telescópio [Espacial James] Webb em órbita e teremos milhares de planetas para olhar, e é por isso que penso que as chances de entrarmos em contato com uma civilização alienígena são grandes", começa por dizer Kaku em entrevista ao The Guardian no sábado (3).

    O cocriador da teoria de campos de corda, um ramo da teoria das cordas, acrescenta: "Alguns colegas meus acreditam que devemos entrar em contato com elas [civilizações alienígenas]. Acredito que é uma ideia terrível", arremata o cientista.

    Quasar em primeiros dias da vida do Universo
    Quasar em primeiros dias da vida do Universo
    Kaku recorda então a sangrenta conquista espanhola do Império Asteca no século XVI. "Todos nós sabemos o que aconteceu com Montezuma II quando ele conheceu [o conquistador espanhol Hernán] Cortés no México, há tantas centenas de anos", alerta o professor de física teórica.

    Mas para Kaku não há dúvidas de que mais cedo ou mais tarde vamos fazer contato com civilizações extraterrestres. "Agora, pessoalmente, suponho que os alienígenas lá fora seriam amigáveis, mas não podemos apostar nisso. Então acho que vamos fazer contato, mas devemos fazer com muito cuidado", sentencia.

    Mais:

    Expansão do Universo ocorre devido a uma energia escura desconhecida, teorizam cientistas
    Lentes cósmicas detectam pequenas galáxias que podem ser menores emissoras de rádio no Universo
    Primeiras estruturas do Universo após Big Bang eram microscópicas, sugere estudo (FOTO)
    Energia escura não existe? Cientistas apresentam modelo alternativo da composição do Universo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar